X

Nadal conta que pensou em desistir e se diz preocupado para a semi

Quarta, 06 de julho 2022 às 15:49:21 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O espanhol Rafael Nadal, quarto da ATP,  conseguiu uma bela virada sobre o americano Taylor Fritz para se garantir na semifinal de Wimbledon, mas superou não apenas o adversário, mas também uma lesão no abdômen, que o fez pensar em abandonar o jogo.



"O corpo em geral está bem, o abdômen é algo que não está indo bem, pra falar a verdade. Eu tinha que encontrar uma maneira de sacar um pouco diferente e por muitos momentos eu estava pensando que, talvez, eu não fosse capaz de terminar a partida, mas a quadra e energia foi algo a mais", declarou o espanhol.

“Amanhã farei mais exames, mas é difícil saber. Não sou o jogador típico que quase não teve lesões em sua carreira. Estou acostumado a suportar a dor e brincar com os problemas. Quando sinto algo parecido com o que senti, é porque algo não está indo bem na região abdominal. Não é tão claro que hoje é algo novo. Estou com essa sensação há alguns dias. Houve um aumento significativo da dor e da limitação. Acabei ganhando o jogo, vamos ver o que acontece amanhã."

"Estou obviamente preocupado porque sei a dor que passei na quadra. No final do jogo eu estava um pouco melhor, porque encontrei uma forma de sacar que me incomodou um pouco menos. Estou arrastando esses desconfortos há uma semana. Há dias que venho evitando sacar nos treinos para tentar preservar. Comecei o jogo no meu melhor nível por muito tempo, mas infelizmente, desde o 3 a 1, algo deu errado no abdominal. A partir de então, foi um exercício aceitar o problema e também se eu realmente queria sofrer no restante do jogo, se valeu a pena. Embora a decisão de me retirar estivesse na minha cabeça há muito tempo, não é fácil sair de Wimbledon, nas quartas de final. Há muitas coisas positivas: meu nível de tênis, meu pé não dói, não me limita, mas infelizmente isso acontece. Sinto-me com sorte, mas tenho pouco descanso ao nível do corpo. Quando não é uma coisa, é outra. Passei duas horas muito ruins na quadra. Mesmo se eu me soltasse, doía. Toda vez que ele fazia o gesto, ele me dava uma chicotada. Eu saquei e fiquei com muita dor."

Mesmo assim, Nadal acredita estar jogando bem na grama: "Estou jogando bem, me divertindo muito. O nível do tênis, se tirarmos os problemas, é magnífico. Agora estou preocupado, mas faz parte do negócio. Mesmo que eu tenha me esforçado para jogar na grama nos últimos anos, o problema abdominal não é algo que vem de jogar na grama. Pode acontecer em qualquer superfície.

O médico veio e me deu alguns anti-inflamatórios. O fisioterapeuta tentou relaxar um pouco o músculo, mas é difícil. Nada pode ser corrigido quando você tem algo assim. Não é fácil deixar Wimbledon, embora a dor tenha sido forte. Ele queria terminar, preferia vencer, mas com uma vitória ou uma derrota. Foi o que fiz, continuei lutando. Orgulhoso do espírito de luta e por ter permanecido competitivo nestas condições.”

Sobre a chave da vitória contra Fritz, ele delineou: “Ganhei porque joguei bem no fundo da quadra. Claro, eu não ganhei no meu saque. Consegui melhorar e me adaptar às condições que meu corpo apresenta para me manter competitivo. Eu sabia como melhorar meu tênis dependendo das necessidades. É algo com que estou feliz."

Sobre Nick Kyrgios, seu rival de sexta, Nadal apontou: "Eu não sei, honestamente. Não posso dar uma resposta clara porque não sei o que vai acontecer. Se eu já tivesse decidido, não estaria aqui e não estaria dando um show. Se estou aqui é porque sou honesto e não tomei nenhuma decisão. Eu preciso saber opiniões diferentes e verificar tudo corretamente. Isso é algo ainda mais importante do que ganhar Wimbledon, é a saúde. Vamos ver como isso vai."

banner
banner