X

Calor extremo obriga Comitê Olímpico a atrasar jogos de tênis

Quarta, 28 de julho 2021 às 09:05:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A Federação Internacional de Tênis (ITF) divulgou um comunicado em que anuncia a decisão de atrasar o início das partidas de tênis dos Jogos Olímpicos em 3h já nesta quinta-feira, em razão do calor excessivo.



Com temperaturas médias de 31ºC, mas com sensação térmica beirando os 40ºC dada umidade e ausência de vento, nesta quarta-feira, fez com que muitos tenistas se sentissem mal em quadra.

O russo, Daniil Medvedev, por exemplo, sofreu com cãibras e em dado momento chegou a preocupar o árbitro de seu confronto contra o italiano Fabio Fognini. O árbitro português Carlos Ramos chegou a perguntar ao russo em duas ocasiões se ele conseguiria finalizar a partida e ouviu: "Eu posso finalizar, mas posso morrer". Fognini, por sua vez, também sofreu muito desgaste com o calor e chegou a usar o tudo de ar frio disposto aos atletas em quadra na boca (foto abaixo).

Já a espanhola Paula Badosa não resistiu às altas temperaturas, passou mal e deixou a quadra em Tóquio de cadeira de rodas no início do 2º set de seu confronto de simples e sendo obrigada a desistir das duplas mistas.

Pela decisão da ITF, buscando "preservar a saúde dos atletas", os jogos que teriam início às 12h, pelo horário local, serão disputados a partir das 15h no horário local.

"A decisão de começar as partidas às 15h a partir de quinta-feira é possível devido aos resultados das partidas de hoje nas cinco competições que estão sendo realizadas e é projetado para salvaguardar ainda mais a saúde dos jogadores", aponta o comunicado.

Segundo a ITF, a decisão foi tomada após consulta ao Comitê Olímpico Internacional (COI), ao Comitê organizador de Toquio, aos Serviços de Transmissão Olímpica (TV), bem como aos atletas , árbitros, especialistas médicos e outras partes interessadas importantes".

Também ficou definido que quando a temperatura local chegar a 30,1ºC poderá ser evocado a 'Política de Clima Extrema', que dá a possibilidade de paralização das partidas femininas ou masculinas por 10 minutos para recuperação dos atletas.

banner
banner