X

Monteiro: '2021 será um divisor de águas'

Quinta, 26 de novembro 2020 às 15:49:20 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Thiago Monteiro encerrou a sua temporada 2020 na quarta-feira, na disputa do challenger de São Paulo e já está de olho na temporada 2021. Em um ano atípico do tênis, o tesnista número um do Brasil e 84 da ATP, atingiu a sua melhor campanha em Grand Slams.



Tenista número um do Brasil, ele encerrou um jejum de cinco anos do tênis brasileiro em chaves de simples de majors com esta marca. O brasileiro também foi campeão do challenger de Punta del Este e vice no challenger de Forli.

“Foi um ano diferente, por conta da pandemia. Acho que tive um início de temporada muito bom, apesar de dois resultados que não eram muito esperados, que foram em Buenos Aires, que eu poderia ter ido para a final, e no Rio, que eu poderia ter ido mais longe. Foi um começo de ano muito bom. Voltei a ganhar jogos em ATPs, fiz um jogo duro contra o Isner no Australian Open que eu poderia ter avançado, aí teve a gira sul-americana, onde ganhei um challenger... Eu estava com um bom ritmo e muita confiança para a gira seguinte, mas acabou que veio a paralisação. Tive que me adaptar aos treinos, já que não podia ir para a Argentina. Não vi meu treinador por seis meses, só fomos nos encontrar nos EUA, onde retomamos a gira. Lá, tive bons jogos, mas infelizmente não tive muitas vitórias. Mas depois tive duas ótimas semanas, a do challenger na Itália e Roland Garros, que foi a melhor semana do ano, sem dúvidas, e o meu melhor resultado em Grand Slam. Contando apenas a pontuação do ano, se não me engano, fiquei no top 50, o que é positivo”, resumiu o cearense, avaliando a sua temporada.

Superado pelo francês Maxime Janvier por 7/6(5) 6/7(4) 6/4, Thiago optou por iniciar suas férias nesta semana em vez de jogar o Challenger de Campinas, na semana que vem, lidando com as incertezas do calendário e o início da quarentena na Austrália.

 

“Agora é tentar recarregar e me programar melhor para o ano que vem. Vai ter toda essa questão da pandemia, protocolos e novas adaptações para viagens ainda, mas é se preparar da melhor maneira possível para já sair o ano com tudo. A próxima temporada vai ser um divisor de águas. Sinto que estou jogando bem e é nos grandes palcos que você realmente faz a diferença no ranking, então o meu foco será esse”, finalizou Thiago, já traçando as metas para 2021.

Agora, o tenista número 1 do Brasil descansa antes de partir para o Transamerica Resort Comandatuba, no litoral sul da Bahia, onde fará a sua pré-temporada ao lado de Bruno Soares,Thom az Bellucci, Rogério Dutra Silva, Beatriz Haddad Maia, tenistas juvenis e convidados.

banner
banner