X

Zwetsch joga favoritismo pra Espanha e aposta em superação de Rogerinho

Quinta, 11 de setembro 2014 às 12:53:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas - Após o sorteio da ordem dos confrontos para os playoffs para o Grupo Mundial da Copa Davis entre Brasil e Espanha, o capitão brasileiro, João Zwetsch, conversou com os jornalistas, exaltou as qualidades dos rivais, mas se diz confiante em seu time.

"Espanha está há um bom tempo aí, grande escola de tênis. Dentro de um jogo de Copa Davis, a questão de ranking não faz tanta diferença pela questão emocional, da superação, partidas longas e sabemos que o Rogério (Dutra Silva) e o Thomaz (Bellucci) estão cada vez melhores nisso."

João teve a convocação questionada por não chamar o atual número dois do país, João Souza,o Feijão, com Rogério Dutra Silva e Guilherme Clezar na briga. Ele detalhou sobre a opção de Rogerinho e aposta no histórico do tenista em Copa Davis onde ajudou o Brasil a se classificar contra a Rússia, Uruguai, Equador e participou contra a Alemanha.

"Rogério tem muito a questão da superação, ele elevou-se ao nível acima, ficando com certo conforto dentro dentro de quadra, Copa Davis são jogos diferentes",declarou Zwetsch.

O capitão brasileiro falou da inexperiência do número um rival em Copa Davis: "Bautista em Copa Davis ainda não tem experiência apesar de estar num nível muito alto, exemplo a mais de como a Copa Davis é diferente”.

Sobre as ausências e lesões, que trouxeram uma configuração de time diferente da esperado do lado espanhol, Zwetsch opinou: “Essas situações oram aparecendo nos últimos dias, últimos momentos, tomara que a gente consiga, estamos nos preparando melhor para trazer situações pro nosso lado”, finalizou.
banner
banner