X

Criando Talentos - Jovens talentos nos Masters e Cosat. Conheça Kevin Anderson

Sexta, 28 de março 2008 às 21:21:00 AMT

Link Curto:

Rodrigo Leander

Por Rodrigo Laender, técnico do CT da Amil no Rio de Janeiro

Nas últimas semanas, dois “circuitos” têm sido o principal destaque do mundo do tênis. No alto escalão, a dobradinha de Master Series nos EUA tem mostrado jogos emocionantes, um equilíbrio incrível e a revelação e confirmação de alguns jovens tenistas.

Novak Djokovic, que há muito tempo já é uma realidade, venceu com autoridade em Indian Wells. E para surpresa de todos, tristeza de muitos e alegria daqueles que gostam de ver novidades no circuito, perdeu hoje na primeira rodada para o sul africano Kevin Anderson, de 21 anos, 122 do mundo.

Pode parecer um absurdo, alguns podem pensar como pode Djokovic após um titulo dessa importância perder para um desconhecido qualifier fora dos top 100? Pois prestem bem atenção nesse nome amigos: Anderson é jovem, vem evoluindo rapidamente e será um perigo em quadras rápidas.

No inicio desse mês ele passou o qualy no ATP de Las Vegas e foi vice campeão. Eu, que viajo esporadicamente com o também sul africano Izak van der Merwe, que está no top 300, já tinha tido oportunidade de conferir de perto o jogo de Anderson. Inclusive os dois tenistas jogam duplas constantemente juntos e são apontados como jovens de grande futuro pela federação sul-fricana, já fazendo parte da equipe da Davis.

Anderson foi um dos destaques do tênis universitário norte americano (estudou na Universidade de Illinois), onde ficou por tempos entre no Top 10, e como disse vem despontando. Rápido, ele dono de um poderoso saque (tem quase 2 metros de altura) e sólidos golpes de fundo. Estranhamente para um jogador dessa estatura, seu ponto fraco é o jogo de rede, que já deve estar sendo trabalhado para que possa aproveitar todo esse potencial. A vitória de hoje mostra que está no caminho certo.

O circuito da ATP está cada vez mais excitante, já que além da briga quente entre Federer,Nadal e Djokovic (líder da corrida nesse ano com apenas 20 anos!), há inúmeros outros jovens chegando e roubando cada vez mais espaço, citando somente alguns como o francês Tsonga(final na Austrália) o japonês Nishikori(qualifier de 18 anos campeão em Delray Beach), isso sem falar em Andy Murray e Nicolas Almagro, já com 2 títulos cada. E que tal Gulbis, Del Potro, Korolev,Querrey? A lista é longa!

Outro circuito que tem revelado jovens é o Circuito Cosat e como sempre em todos os anos temos vários destaques brasileiros tanto no feminino como no masculino. Vitor Pinheiro, Pedro Dumont, Carla Forte, Flávia Borges, entre outros. Gostaria aqui de chamar atenção para alguns nomes.

Primeiramente, José Pereira que conquistou Bolívia, Paraguai e Gerdau, além de semi no Banana, resultados que o colocaram no top 10 da ITF já em seu primeiro ano. Zé tem trabalhado duro há muito tempo e sua evolução tem chamado atenção. Seus resultados o credenciam a disputar os Grand Slams juvenis e além disso, ele deve entrar forte no circuito profissional, onde com o trabalho certo, poderá queimar mais etapas e ser uma de nossas possibilidades para o futuro. Seu jogo se baseia em muita regularidade dos dois lados no fundo de quadra. e muita forca física, além de muita vontade.

Outro que alcançou bons resultados foi o gaúcho Guilherme Cezar, destaque nos 16 anos, e também dono de muito potencial. Forte e com peso de bola de jogador mais velho, foi campeão no Banana Bowl.

Além desses, quero lembrar de Rafael Camilo, que apenas jogou a Copa Gerdau(chegando ás quartas de final) mas que já vem acertadamente disputando o circuito de futures há 2 anos, já tendo alcançado 2 finais no Brasil. Esse realmente impressiona pelo seu peso de bola, forca física e atitude vencedora, e tem muito potencial para se tornar um grande tenista no futuro. Esses 3 tenistas, juntamente com Tiago Fernandes, de apenas 15 anos, estarão em Sorocaba treinando com o time da Copa Davis e adquirindo experiência, para quem sabe um dia, se juntarem a esses outros jovens como Djokovic, Murray, Almagro, Tsonga, Anderson, Nishikori, representando o Brasil com dignidade.

Um abraço

Rodrigo Laender - rlaender@hotmail.com

Sobre Rodrigo Laender

Trabalhou como técnico nos EUA, onde jogou e se formou pela Old Dominion University. Trabalhou com equipes infanto juvenis e deu aulas em alguns clubes da região e seguiu por 2 anos no estado da Virgínia.

No ano de 2003 retornou ao Brasil e passou a treinar com o mineiro Bruno Soares onde trabalhou por dois anos e meio levando-o até a posição 215 em simples e 105 em duplas. Em fevereiro de 2006 passou a trabalhar no Centro de Treinamento Amil no Rio de Janeiro.
banner
banner