X

Djokovic manifesta apoio a protestos em Montenegro

Sexta, 06 de março 2020 às 14:57:39 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, compartilhou uma foto do centro histórico de Podgorica, capital de Montenegro, na qual uma multidão protestava contra a lei de nacionalização de bens que está para ser executada.



Os protestos tiveram início em dezembro de 2019, pois o projeto de lei trata basicamente de prédios industriais, ou abandonados, ou cujo herdeiros diretos não vivam no país e prédios que pertençam a sérvios e que são imóveis em situação irregular. Este último quesito levou os sérvios que vivem em Montenegro às ruas, porém, o grande foco dos protesto é o que os manifestantes chamam de "tentativa de destruir a igreja do povo".

A lei atingirá em cheio a Igreja Ortodoxa Sérvia e deve nacionalizar a maior parte das igrejas e construções do país, já que o governo central deu à cúpula da Igreja Ortodoxa Sérvia um prazo para que prove que os prédios já pertenciam a ela antes de 1918, quando o país foi invadido por tropas sérvias e anexado no que viria a ser a 'Iugoslávia'.

Os sérvios que vivem no país, reporta o canal de TV francês Euro News, acusam a sociedade montenegrina de "racismo" e à reportagem os sérvios, de etnia, nascidos em território montenegrino há gerações se dizem discriminados até nos programas sociais do governo do país.

Djokovic em apoio

Diante deste cenário, Djokovic, que se casou na Igreja Ortodoxa Sérvia de Montenegro, compartilhou a foto do protesto, que reúne também montenegrino, croatas e bósnios que vivem no país e são frequentadores da mesma igreja.

Na publicação, Nole escreveu: "Saudações e apoio ao fraterno povo de Montenegro"

banner
banner