X

Mello vence batalha de 5h e Brasil faz 1 a 0 contra Canadá

Sexta, 06 de abril 2007 às 15:15:00 AMT

Link Curto:

Ricardo Mello x Canadá - V
Na raça, na luta, sem deixar de acreditar na vitória. Assim se resumiu a atuação de Ricardo Mello (116o.) que mesmo sem jogar muito bem, passou pelo número 1 do Canadá, Frank Dancevic (155o.) por 3/6 6/7 (9/7) 6/3 6/3 11/9 em cinco horas de partida e deu o primeiro ponto do Brasil no confronto disputado no Costão do Santinho, em Florianópolis. O duelo vale vaga no playoff do Grupo Mundial da Copa Davis.

Foto: POA Press

A partida teve de tudo. Momentos altos do canadense, baixos do brasileiro, reversão e um último set equilibrado, nervoso, decidido com muita garra pelo brasileiro. Valeu muito a vontade de Ricardo Mello e seu preparo físico fez a diferença diante de um Dancevic que sentiu cãimbras desde o início do terceiro set.

Mello começou bem a partida, jogando com boas bolas de fundo de quadra. Ele teve duas chances de quebra no quinto game, mas o canadense se salvou com bom saque. No game seguinte, Dancevic foi pra cima, entrou na quadra com a devolução, contou com 4 erros de Mello (uma dupla-falta), quebrou e só manteve o saque para fechar o depois em 6/3.

O número 2 do país teve boas chances para ter um resultado melhor nesta segunda parcial. Ele foi melhor no saque, obteve uma quebra no quarto game, abriu 3/1, jogou mal o game seguinte, mas sofreu o empate. O duelo foi ao tie-break no qual Ricardinho teve 2 set-points, um com o saque. Todavia ele cometeu um erro fácil e quando teve set-point contra, obteve uma bola na mão no voleio com o adversário batido, mas voltou a jogar na rede. O brazuca ficou furioso após seu equívoco.

Mello começou o terceiro set um pouco titubeante. Dancevic parecia tranquilo até o sétimo game quando o campineiro foi pra cima, atacou nas devoluções, foi mais ofensivo. Isso surtiu efeito, o adversário sentiu a pressão, foi quebrado com dupla-falta, e novamente quebrado no nono game com outra dupla-falta: Mello 6/3.

Ricardo foi bem melhor no quarto set principalmente no aspecto físico. Com mais de três horas de jogo o brasileiro foi mais sólido, contou com erros do rival que parecia afoito querendo definir com muito risco e subindo à rede constantemente. Mello conseguiu uma quebra no oitavo game e sacou para fechar.

O quinto set foi disputado sob uma fina garoa na capital catarinense, o que melhorou um pouco as condições já não boas de Dancevic. O duelo seguiu equilibrado no set decisivo até o sétimop game quando novamente o brasileiro foi pra cima. Ele chegou a desperdiçar 2 break-points, mas depois contou com um erro não-forçado do oponente para quebrar. O brasileiro chegou a sacar em 5/4, 30 iguais, mas Dancevic mostrou raça e mesmo exausto devolveu a quebra. Como em Davis não há tie-break no quinto set o jogo foi seguindo até 7/7 quando o paulista tornou a quebrar após novo erro de Frank. Outra vez o tenista nacional não conseguiu fechar, o que foi feito apenas no 20o. game do set que durou 1h29min.

O Brasil pode sair no primeiro dia com 2 a 0. Para isso o paulista de americana Flávio Saretta precisa derrotar Frderic Niemeyer, 250o. O brasileiro já se deu bem no carpete de Calgary na Davis de 2003.
banner
banner