X

Retrospectiva 2017 - Fevereiro - O adeus de Toni Nadal e o Brasil no saibro

Terça, 19 de dezembro 2017 às 09:20:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após um inicio de ano fulminante com o mês de janeiro iluminado pelos retornos fortes de Roger Federer e Rafael Nadal, o tênis dividiu-se entre o saibro sul-americano e o piso rápido europeu, além do choque com o 'Adeus' de Toni Nadal.



O mês começou com a disputa da Copa Davis, primeiras rodadas do Grupo Mundial e dos Zonais. A competição seguia em perfeita ordem, cuja única polêmica havia sido o conselho do ex-número 1 do mundo e capitão australiano, Lleyton Hewitt, a Bernard Tomic de largar seu pai para progredir. Mas aí, numa atitude intempestiva, Denis Shapovalov chamava atenção do mundo pela primeira vez ao acertar ma bolada no árbitro de cadeira em duelo decisivo contra a Grã-Bretanha. A bolada custou a derrota de Shapovalov, então com 17 anos dizendo-se envergonhado, e a queda do Canadá.

O canadense aprendeu uma 'dura lição', nas palavras do capitão britânico e foi multado pela ITF. Punição essa que foi ironizada por Nick Kyrgios. O canadense pediu perdão pela atitude, mas o árbitro Arnaud Gabas foi submetido a cirurgia no olho atingido.

Ainda falando de estrelas canadenses, Eugenie Bouchard perdeu uma aposta para um seguidor e teve que pagá-la

Na sequência, o ATP/WTA de Madri deu inicio à polêmica ao dar à russa Maria Sharapova convite para a disputa da competição, que teria inicio semanas após o fim de sua suspensão por doping. Ao mesmo tempo, o ex-número 1 do mundo Andy Roddick, se revoltou com o descaso para com os feitos de Serena Williams.

Em Montpellier, na França, André Sá não jogou, mas compôs o 'Melô do Tenista'. Ali mesmo, Alexander Zverev batia na grande final Richard Gasquet e faturava seu primeiro de cinco títulos na temporada 2017. No saibro de Quito, Bellucci ficou na semifinal ao amarga sua 3ª derrota no torneio para Victor Estrella Burgos, o tricampeão. Em Sófia, Dimitrov leva segundo troféu do ano.

Já na Fed Cup, federação norte-americana comete gafe e toca hino da Alemanha Nazista em cerimônia de abertura do duelo. A ITF não multou os americanos, apesar 

Ainda na segunda semana do mês, a 'bomba' foi a informação de que Toni Nadal optou por finalizar sua parceria com o sobrinho e pupilo Rafael Nadal, após 27 anos de trabalho diário e em conjunto. "Rafa está em boas mão", declarou. becker não via possível a separação da 'dupla perfeita'.

Na mídia internacional, Rogerinho e seus gritos viraram memes, ao mesmo tempo que Serena, Bouchard e Caroline Wozniacki arrancaram suspiros em fotos sensuais para Sports Ilustrated.

No circuito, Karolina Pliskova faturou seu segundo título de Premier do ano em Doha, ao bater Wozniacki, que tinha o primeiro de seis vices-campeonatos na temporada. Jo Wilfried Tsonga foi campeão em Rotterdã ao bater David Goffin. Alexander Dolgopolov foi campeão em Buenos Aires ao bater Kei Nishikori. No torneio portenho, o único brasileiro, Thiago Monteiro, ficou nas oitavas. Ryan Harrison faturou seu primeiro ATP em Memphis.

No maior torneio ATP da América do Sul, Rogerinho caiu na estreia diante do convidado, a promessa norueguesa Casper Rudd, que surpreendeu com bela campanha ao chegar nas semis. Bellucci conquistou grande vitória diante do principal favorito, Nishikori. Monteiro estrou bem contra João Sousa e na sequência eliminou Bellucci. Jamie Murray ficou encantado com a torcida brasileira. Dusan Lajovic relembrou a dureza e escassez de crescer em um país em guerra. Dominic Thiem teve problemas com jetlag ao chegar no Rio, mas levou o título.

Juan Martín Del Potro abriu seu ano com vitória em Del Ray Beach, nas parou na semifinal diante de Milos Raonic, que desistiu da grande final, dando o título a Jack Sock.

Em Dubai, Elina Svitolina faturou seu 1º WTA Premier ao bater Wozniacki. Já em Marselha, Tsonga sagra-se tricampeão.

Na semana seguinte, o tênis foi para São Paulo, onde como convidado, Orlandinho Luz caiu na estreia para o português Gastão Elias, enquanto Bellucci sentiu-se mal, abandonou nas duplas e tomou pneu de Schwartzman também na estreia. 

Na cobertura do Tênis News no torneio paulistano, Elias destacou as diferenças dos circuitos Challenger e ATP . Fabio Fognini comparou-se ao campeão de Roland Garros 2004, Gastón Gaudio: 'Talentosos, porém malucos'. Já Bellucci, confessou precisar encontrar a 'felicidade' de estar em quadra.

O Brasil Open entrou março no calendário até sua final, onde Pablo Cuevas sagrou-se tricampeão. 

Ainda como destaque de fevereiro, Djokovic tomou a câmera de sua esposa durante uma transmissão ao vivo, e Jelena Djokovic não deixou por menos e deu aquela bronca no marido. Reveja! Já David Ferrer, vivendo péssima fase, definiu Nadal, Federer, Murray e Djokovic em apenas 'um palavra'.

banner
banner