X

Sharapova vira, é TRI em Roma e levanta o 35º título

Domingo, 17 de maio 2015 às 11:27:08 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A experiência e resistência física e mental falou mais alto. Maria Sharapova, número três do mundo, virou duelo complicado diante da décima do mundo, a espanhola Carla Suarez Navarro, e ergueu, neste domingo, o tricampeonato do WTA Premiere de Roma, na Itália.



A tenista da Sibéria precisou de 2h35min para derrotar a rival por 2 sets a 1 com parciais de 4/6 7/5 6/1 na quadra central do Foro Itálico de Roma. Ela repete os anos de 2011 e 2012 e levanta o terceiro caneco no evento que é a última grande preparação para Roland Garros onde buscará também a terceira conquista, a segunda seguida.

Mariai ergue também sua 35ª conquista na carreira , a 11ª no piso lento (são dez no saibro convencional e uma no saibro verde de Amelia Island, EUA, em 2008). Na temporada é apenas seu segundo título, primeiro desde a primeira semana do ano em Brisbane, na Austrália.

Navarro permanece com apenas uma conquista obtendo seu segundo vice em duas finais de torneios da série Premiere - foi vice em Miami este ano.

Maria já havia garantido com a final a segunda posição do ranking onde só verá Serena Williams numa final em Paris que começa no próximo domingo.

O jogo

O primeiro set teve Navarro na frente com chance de vencer em duas quebras. Sharapova salvou set-points, mas não resistiu. Ao fim do set, Navarro pediu a presença do técnico e relatou cansaço devido a dois jogos exaustivos realizados ao longo da semana (3h04min contra Eugenie Bouchard e mais de duas horas e vinte contra Simona Halep na semi). Sharapova começou a dominar, sacou para a parcial, viu Navarro salvar dois set-points e igualar em 5/5, mas rompeu no fim para fechar por 7/5. A espanhola, após mais uma parada técnica, saiu quebrando com lindos golpes, mas a confiança e o físico de Maria falaram mais alto. Pouco a pouco ela tomou conta no fundo, dominou e viu os erros da espanhola aumentarem para fechar por 6/1 e não acreditar na conquista.

O duelo terminou com 39 bolas vencedoras e 52 erros de Maria, 12 winners e 44 equívocos de Carla.

 

banner
banner