X

Murray vira sobre Berdych e alcança sua quarta final em Melbourne

Quinta, 29 de janeiro 2015 às 10:41:10 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O escocês Andy Murray, número seis do mundo, superou o tcheco Tomas Berdych de virada e se tornou, nesta quinta-feira, o primeiro finalista na chave masculina do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano disputado no piso rápido em Melbourne. 



Leia Mais:

Quem vence o Aberto da Austrália ? Concorra a uma Mochila Wilson!

Berdych evita polêmicas com Murray e lamenta derrota

O natural de Dunblane teve trabalho e precisou de 3h26min para superar o atual número sete do mundo por 3 sets a 1, parciais de 6/7 (8/6) 6/0 6/3 7/5. Essa foi a quinta vitória de Murray em 11 jogos contra o rival que desde o início do ano passou a ser treinado pelo venezuelano Daniel Vallverdu, que trabalhou na equipe do escocês por vários anos até o fim da última temporada.

Murray disputará no domingo sua 46ª final na carreira e buscará o 32º título. Em Grand Slams, será sua oitava decisão. Ele perdeu as quatro primeiras, incluindo três em Melbourne (2010, 2011 e 2013) e venceu as duas últimas (US Open 2012 e Wimbledon 2013).

Murray aguarda agora pelo vencedor da outra semi que acontece amanhã entre o sérvio Novak Djokovic e o suíço Stan Wawrinka.

O Jogo

Murray foi mas regular ao longo da partida. Ao todo foram 40 winners e 39 erros não-forçados contra 37 bolas vencedoras e 56 equívocos de Berdych.

O primeiro set foi o mais equilibrado. O tcheco começou firme no saque e pressionando na devolução até quebrar no oitavo game. Contudo, sacando com 5/3, ele foi quebrado de volta e permitiu o empate de Murray. A decisão então foi ao tie-break disputadíssimo com os dois brigando ponto a ponto sem ninguém desgarrar no placar. No final, um erro de Murray foi crucial e decidiu o set a favor de Tomas, 7/6 (8/6).

Daí para frente, Murray foi impecável e passou a dominar as ações. O segundo set foi fulminante com um pneu e três quebras, 6/0. No terceiro, o escocês controlou no saque com tranquilidade e quebrou no sexto game após game onde Berdych teve 40/0 e não confirmou. Ele administrou a vantagem e fechou com um ace, 6/3.

Na quarta etapa o equilíbrio voltou. Berdych teve dois break-points no sexto game mas não aproveitou. O tcheco vinha sacando firme e confirmando com tranquilidade até o 11º game, quando, pressionado, acusou o golpe, cometeu erros e foi quebrado. Bastou então a Andy sacar firme e liquidar a fatura com um ace, 7/5.

 

banner
banner