X

Nalbandian e Ferrero pedem união dos jogadores contra antidoping

Sexta, 20 de fevereiro 2009 às 13:06:29 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Rafael Nadal e Andy Murray reclamaram, na semana passada, da nova lei antidoping adotada pela WADA (Agência Mundial) que impõe aos tenistas que reservem uma hora de cada dia para testes surpresa enquanto não esto em competição. Se não foram localizados em três vezes após 18 meses, os mesmos sofrem uma suspensão de dois anos.

Hoje, quem levanta a voz são o argentino David Nalbandian e o espanhol Juan Carlos Ferrero que deram declarações pedindo a união dos tenistas durante o ATP de Buenos Aires.

"Acho que é exagero ter que avisar o tempo todo avisando onde se está pra ver exame a qualquer hora. Isso é invasão de privacidade", disse Ferrero que foi número 1 do mundo em 2003, ano em que venceu Roland Garros: "Sei que Rafael Nadal não gostou nada. Teríamos que nos juntar (tenistas). Se o Rafa quiser encabeçar um movimento, eu estaria ao seu lado".

David Nalbandian ficou a lado de Ferrero: "No início do ano levamos um monte de coisas pra fazer e não sei porque precisam nos perseguir assim. É exagerado ter que avisar a cada cinco minutos se vai sair, se vai passear ou então se vai pescar. Seria bomse nós nos juntássemos pois a maioria não gostou dessa sistema".

David Howman, presidente da WADA, vai se reunir com representantes do atletismo, do tênis, cricket e rugby, esportes onde tiveram mais queixas sobre o novo código antidoping.
banner
banner