X

Fleming aposta em fácil vitória argentina na Davis

Quinta, 20 de novembro 2008 às 18:42:48 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Um dos maiores nomes da história do tênis, o americano Peter Fleming participa da Grande Final do Citibank Masters Tour 2008, no Club Med Rio das Pedras, de olho na decisão da Copa Davis, entre Argentina e Espanha, neste fim de semana.

Fleming, que foi número 1 do mundo de duplas e ao lado de John McEnroe formou uma das parcerias mais vitoriosas de todos os tempos (ajudando os Estados Unidos a conquistar dois títulos na competição por países), é campeão da Copa Davis, tendo derrotado a Argentina na final de 1981, em Cincinnati, aposta numa vitória fácil dos "hermanos" em Buenos Aires.

"Não vejo a Espanha vencendo esse confronto. E não me surpreenderia se a Argentina ganhasse por 5 a 0", afirma Fleming, tetracampeão em Wimbledon e tricampeão no US Open ao lado de McEnroe, sem hesitar. "Acredito que Feliciano Lopez vai acabar jogando simples e sinceramente não o vejo vencendo nenhuma partida. Os argentinos são os grandes favoritos, Del Potro está num excelente momento, jogando muito bem, e Nalbandian também é um grande tenista".

Detentor do incrível recorde de 14 vitórias e apenas uma derrota na Copa Davis ao lado de 'Big Mac', Fleming lembra de cada detalhe da vitória na decisão sobre a mesma Argentina, em casa, em 1981. O confronto, realizado em Cincinnati, Ohio, estava empatado após as duas primeiras partidas de simples e a vitória de Fleming/McEnroe no terceiro e equilibradíssimo jogo abriu o caminho para a conquista da Taça.

"Foi a maior partida que já disputei", lembra Fleming. "Foi um duelo muito equilibrado. Eles chegaram a sacar para a partida, mas conseguimos quebrar o saque e continuamos no jogo. Vencemos no quinto set por 11 a 9". Fleming lembra de um episódio folclórico do confronto envolvendo a lenda do tênis argentino Guillermo Villas – e a famosa 'catimba' dos hermanos.

"Lembro que John estava bastante agressivo, discutindo com todo mundo, menos comigo. O José Luis Clerc e o Guillermo Villas tentavam nos provocar, e o John começou a entrar no jogo deles. Tínhamos vencido o primeiro set e estávamos na frente no segundo quando Guillermo começou a reclamar de algum problema na quadra e para mostrar à arbitragem do que se tratava, simplesmente levantou o carpete, arrancando-o do chão. Eles saíram da quadra rindo e foram necessários 45 minutos para consertar tudo. Eles voltaram jogando incrivelmente bem e conseguiram levar o jogo ao quinto set", diverte-se Fleming.

Decisão – A Grande Final do Citibank Masters reúne os melhores tenistas do único circuito de seniors do Brasil desta quinta-feira até domingo, no Club Med Rio das Pedras. Além de Fleming, a chave do qualifying do torneio conta com outro campeão de Grand Slam: o equatoriano Andres Gomes, vencedor de Roland Garros em 1990.

Ainda nesta quinta-feira serão definidos os semifinalistas da competição que encerra o circuito. O líder da temporada até o momento é Marcelo Saliola, que disputa a Grande Final ao lado de Thomaz Koch.
banner
banner