X

Autoridades sérvias voltam a afirmar: 'Djokovic sofre assédio político'

Sexta, 07 de janeiro 2022 às 14:56:40 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O presidente do Parlamento da Sérvia, Ivica Dačić, e o Ministério de Relações Exteriores do país voltaram a se pronunciar sobre a custódia do governo australiano da principal estrela esportiva sérvia, Novak Djokovic.



Ivica Dačić foi à imprensa acusar a Austrália de "assédio político desprezível" contra Novak Djokovic e, por consequência, da Sérvia. Segundo ele, qualquer país do mundo daria cidadania a Djokovic, muito menos não o deixaria visitar um país para um torneio".

O presidente do Parlamento sérvio classificou como "vergonhoso" o posicionamento da Austrália e apontou como resultado d "instabilidade política naquele país, já que as eleições estão se aproximando".

O Ministério das Relações Exteriores da Sérvia emitiu um um comunicado ao seu povo, relatando que "tem uma forte impressão de que Djokovic é vítima de um jogo político contra sua vontade, e que ele foi atraído para viajar para a Austrália com objetivo de ser humilhado".

A nota ainda acrescenta: "Novak Djokovic não é um criminoso, terrorista ou migrante ilegal, mas foi tratado dessa forma pelas autoridades australianas, o que está causando indignação compreensível de seus fãs e cidadãos da Sérvia".

banner
banner