X

Federer foi sábio em sua decisão, afirma Guga

Terça, 08 de junho 2021 às 19:11:58 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas - Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira em comemoração dos 20 anos do tricampeonato de Roland Garros, Gustavo Kuerten comentou que foi acertada a decisão de Roger Federer em desistir de Roland Garros nas oitavas de final contra Matteo Berrettini.



Federer optou por não entrar em quadra para preservar seu físico visando o torneio de Wimbledon que começa no dia 28. O suíço passou por duas cirurgias no joelho e ficou mais de um ano parado, e Roland Garros foi o terceiro torneio e primeiro Slam.
"Foi uma decisão muito sábia do Federer", disse Guga: "É dura a decisão dele para o torneio, talvez o maior de todos. Pras pessoas que estão acompanhando, também na mesma intensidade. Pra ele também machuca pô. Ele está ali pra jogar, não está para brincar e passear. Ele gosta de competir, é um Grand Slam.  Ele entende com muita clareza até onde pode ir pra não danificar a carreira e dar retorno a todos à longo prazo", seguiu o brasileiro que lembrou de sua época onde sofreu com o quadril meses depois de ganhar o último título em Paris, em junho de 2001.


"O tempo de hoje é muito mais generoso com os tenistas. No meu tempo tomavamos essa decisão com 25 anos então a tendência é errar não é ? Com 35 anos, olhando pra dez anos antes vivemos quase que metade. Essa ciência que hoje o esporte traz e o tênis é um dos pioneiros e o tenis que iniciou, é regrado, as pessoas entendem, é pra benefício de todos, vai além das quadras, comportamentos irretocáveis . Federer está com carruagem que precisa passar o óleo, dar a lubrificada".

"A questão do Federer eu já junto com minha experiência, na minha época, não tinha tempo que pensar e escolher, foi por isso que todo mundo se estrupiou, foi ficando um atrás do outro pelo caminho".

Guga comentou ainda sobre as possibilidades de Federer em Wimbledon e lembrou que já se equivocou com Nadal quando não achava que ele fosse enfileirar mais títulos em Paris: "Federer maior chance é em Wimbledon, a gente torce, tomara que consiga e conquiste o grande sonho . Ele está com tênis na mao, questão é o fisico como se comporta é a maior chance que ele tem cada ano é a tendencia.  Me equivoquei com Nadal muito tempo atrás. (Pro Federer) Tendência pro Federer é que fique mais dificil ano que vem, o tiro dele é curto, talvez mais um ou dois Wimbledons com chances reais. É natural que Federer vença Wimbledon. Federer esteve a um ponto de ganhar dois anos atrás, o título era dele, escapou da pior maneira, seria muito triste ser esse o último grande momento da carreira dele em um Slam. Torço muito para que tenha um Wimbledon espetacular e ganhe  até o torneio, seria formidável.  Esses caras  conseguem se reinventar de todas as maneiras e encontrar soluções mesmo nessa parte física que pra mim foi impossível e voltam melhores que antes. ele já jogou um tênis razoável e vai pras cabeças, se chegar nas quartas de final, vai pras cabeças".

Guga não quis muito entrar em suposições se Federer poderia parar de jogar caso vencesse Wimbledon: "Decisão muito pessoal não é ? Não existe momento ideal de fora pra dentro que podemos sugerir ou opinar ainda mais esses caras. Não tenho nenhuma perspectiva que pare no auge ou pra baixo, eu parei porque estava me arrastando na quadra , fui obrigado a parar, em alguns aspectos me ajudou. Eles (Big 3) tem sonhos e metas a alcançar. Se ele perceber que não tem mais nenhuma chance de ganhar Grand Slam ele vai parar. Agora se ele fizer igual ao Sampras que após ganhar resolveu parar seria excelente. Só resta agradecer. Esses caras são formidáveis, espero só que continuem no tênis".

 

 

 

banner
banner