X

Namorada acusa Kyrgios de violência doméstica, mas apaga publicações

Sexta, 26 de fevereiro 2021 às 13:47:35 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A estudante australiana Chiara Passari está em um conflituoso e confuso litígio de seu relacionamento de oito meses com o tenista australiano Nick Kyrgios. De acordo com a imprensa local, a suposta 'ex-namorada' de Kyrgios fez acusações sem provas.



A relação que teve início em julho de 2020, três meses depois de Kyrgios romper com a tenista russa Anna Kalinskaya e nas redes sociais, em especial no Instagram, "parecia perfeita e apaixonada". 

De acordo com o News.au, durante a disputa do Australian Open, enquanto Kyrgios escrevia declarações de amor após vencer suas partidas e afirmava a imprensa "ser sortudo por ter uma namora linda e bacana", o casal estava com sua relação balançada. A jovem esteve presente apenas por dois dias em Melbourne, na ocasião do 'dia dos namorados' no país (14 de fevereiro), para acompanhar a partida de Kyrgios contra Dominic Thiem. A imprensa local, na ocasião, flagrou a jovem desviando de uma tentativa de beijo do tenista (vídeo abaixo), mas nas redes sociais o casal trocou juras de amor pela data e estiveram juntos.

Na semana passada, reporta o Daily Mail, tanto Kyrgios quanto Chiara apagaram todas as fotos que tinham juntos no Instagram, mas na quinta-feira voltaram a trocar juras de amor com publicações na rede social.

No início desta semana, Chiara Passari fez uma série de publicações, separadas, na sessão stories, que ficaram pouco tempo disponíveis. Nelas, a jovem faz acusações sem nomear Kyrgios sobre "violência doméstica e abuso psicológico". "O talento não merece fãs, quando você é esse tipo de pessoa", publicou a jovem. Em outras publicações, Passari acusa Kyrgios de ser "narcisista e egocêntrico", diz que está "rindo de si mesma" e afirmou estar "aprendendo" e se "conhecendo".

A jovem ainda compartilhou uma troca de mensagens com o tenista, sem apresentar o contexto, em que Nick termina: "Fique em Camberra pelo resto da vida ... hahahahaha". (prints abaixo)

Todas as publicações fora rapidamente excluídas pela jovem, que tornou privado seu perfil na rede social. 

Ainda de acordo com o Daily Mail, ao ser procurada pela reportagem, Chiara Passari respondeu a reportagem "com uma série de alegações sobre Kyrgios que não podem ser publicadas". Kyrgios, por sua vez, sequer respondeu ao chamado do jornal.

É importante ressaltar que o casal não comunicou, mesmo que unilateralmente, o fim da relação.

Mais denuncias

Esta é a terceira ex-companheira de um tenista profissional a acusá-lo de violência doméstica nos últimos 9 meses. Em junho de 2020, o georgiano Nikoloz Basilashvili foi preso acusado de agredir sua ex-esposa. O tenista teve julgamento marcado para dezembro e adiado para este ano.

Em outubro de 2020, foi a vez de Olga Sharypova, ex-namorada de Alexander Zverev,  de acusar o alemão, através do Instagram de violência doméstica. Sharypova, concedeu uma entrevista a Racquet Magazine, apresentou testemunhas das violências emocionais que sofreu de Zverev e deu detalhes de situações de violências físicas, bem como apresentou à reportagem mensagens recebidas do alemão.

Sharypova, entretanto, não procurou a justiça, nem em seu país, a Rússia, nem a justiça alemã ou a de Monte Carlo onde o jovem tenista vive. Pela descrições de Sharypova, por ter sido agredida em Nova York, nos Estados Unidos, e em Genebra, na Suíça, poderia ter buscado a justiça nestes países e até o momento não o fez.

Confira Passari rejeitando beijo de Kyrgios e prints de suas acusações

banner
banner