X

Federação canadense diz que cogitou Masters sem torcida, mas cancela torneio

Quarta, 17 de junho 2020 às 12:15:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Na mesma data de anúncio do novo calendário do tênis para o segundo semestre de 2020, após a pandemia da COVID-19, a federação canadense oficializou o cancelamento do Masters de Toronto para 2021, mesmo tendo cogitado realizá-lo sem torcida.



Em comunicado enviado à imprensa, a Tennis Canada pontua que o Masters de Toronto será realizado entre 7 e 15 de agosto de 2021, dando início a uma nova sequência de inversão entre feminino e masculino nas sedes de Toronto e Montreal. O torneio de Montreal, na província da Quebec, seria feminino e foi cancelado em abril deste ano por determinação das autoridades locais.

De acordo com a federação, que além do torneio de Montreal, já havia cancelado todo o calendário ITF, juvenil e tênis sobre cadeira de rodas até setembro, esperava determinações das autoridades de Toronto para decidir o que fazer com o torneio masculino.

No último 15 maio, recorda a nota, a Prefeitura de Toronto emitiu uma série de determinações sobre eventos a se realizarem na cidade, que impossibilitaria o torneio de vender ingressos para o público.

"A organização de um evento a portas fechadas é complexa e exige a implementação de certos protocolos operacionais e de saúde importantes", afirmou Gavin Ziv, diretor do torneio em Toronto. “Estimamos que, para organizar e transmitir um torneio desse tipo, exigiríamos até 450 pessoas no local. A segurança dessas pessoas durante as duas semanas do evento teria sido uma preocupação para o Tennis Canada e, no contexto atual, o nível de risco teria permanecido alto, especialmente para um esporte como o tênis, onde atletas vêm de todas as partes do mundo . Além disso, neste momento, a lei federal relativa ao acesso ao nosso país e à quarentena obrigatória exigiria que os jogadores chegassem ao Canadá bem antes do início do torneio, o que dificultava as coisas”, completou.

Diante do cenário, mesmo pressionada, segundo a imprensa local, pelas associações profissionais ATP e WTA, a Tennis Canada optou por cancelar seu principal evento do ano.

Sem realizar torneios, a federação terá muitos prejuízos financeiros: "Depois de já ter absorvido uma perda de US $ 17 milhões em 2020, o Tennis Canada não pode aumentar esse déficit", declarou via comunicado Michael Downey, Presidente e CEO da federação. “Até hoje, não há garantia de que um torneio a portas fechadas atenuasse significativamente essas perdas. Além disso, sabendo que não podemos realizar a edição feminina da Rogers Cup, isso contraria nosso precioso modelo de apoio ao tênis profissional masculino e feminino no Canadá".

O comunicado diz ainda que a Tennis Canada já trabalha para a realização de todo o seu calendário em 2021, além de apoiar a decisão da ATP e WTA de iniciarem a retomada do circuito em Nova York.

banner
banner