X

Djokovic tem pedidos rejeitados pelo governo australiano

Segunda, 18 de janeiro 2021 às 08:49:40 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Não fez efeito a carta enviada por Novak Djokovic a Craig Tiley, diretor do Australian Open, pedindo o afrouxamento das medidas de isolamento aos 72 tenistas isolados em quarto de hoteis por 14 dias. O governo do estado de Victoria, onde fica Melbourne, não aprovou.



Leia Mais:

Djokovic pede afrouxamento de medidas de isolamento contra tenistas

Torneio não terá data alterada

Kyrgios questiona inteligência de Djokovic

 

Daniel Andrews, primeiro-ministro de Victoria disse não para o número 1 do mundo, de acordo com o jornal TheWest.

"Todo mundo é livre para solicitar coisas, mas a resposta é não. As normas se aplicam aos tenistas igual que se aplicam aos demais. Foram informados absolutamente de tudo quando aconteceria antes de virem e disseram que viriam ao torneio", disse Andrews que foi reforçado pelo primeiro-ministro do país, Scott Morrison: "É hora de que sigam as normas estipuladas e se dediquem a jogar tênis. São bem pagos por isso".

Emma Casar, comissária de protocolos de Victoria, foi mais além: "Temos tolerância zero com qualquer infração, reforçamos a presença policial e não vamos permitir atitudes desafiadoas. Os que cometerem atos que burlem o protocolo, mesmo que seja abrir a porta do hotel para conversar com outros quartos, receberão multas severas e se forem reincidentes, teremos polícia na porta para vigiar. Não toleraremos manobras perigosas".

 



E o escândalo do torneio:

 

 

 

banner
banner