X

Tiley bate o pé e não irá mudar data do Australian Open

Domingo, 17 de janeiro 2021 às 11:35:25 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Craig Tiley, diretor do Australian Open e presidente da Tennis Australia, a federação australiana, afirmou em entrevista ao 9News de Melbourne que dará todo o respaldo necessário aos tenistas presos no hotel em Melbourne.



Leia Mais:

Aumenta para 72 o número de tenistas isolados em hotel

Djokovic pede afrouxamento

 

A entrevista foi feita no começo desta domingo horas antes do anúncio oficial da subida de 47 para 72 tenistas que estão confinados sem poder sair de seus quartos sem poderem treinar em quadra. Ao todo três voos tiveram membros de equipes ou alum tripulante infectado.

"Obviamente não é o que queríamos que acontecesse. No momento temos 643 testes negativos e por falta de sorte dois positivos. Desde o primeiro momento sabíamos que existia esse tipo de risco, com esta pandemia nunca pode dar nada por certo. Todo o mundo que veio para a Austrália deveria complementar um teste negativo 72h antes de pegar o voo. Nada mais eles ficariam isolados até um novo teste, mas sempre soubemos que poderia acontecer algo assim"

 

Sobre a série de tenistas isolados no hotel ele disse: "É uma falta de sorte que tenha havido duas pessoas positivas, assim que aorganização do torneio decidiu que qualquer pessoa que viajava no memo avião seriam contatos próximos. Devido a isso, todos eles deveriam ter as mesmas medidas que os dois positivos durante os próximos 14 dias. Não poderão ter as mesmas condições que o resto dos jogadores na hora de ir treinar".

 

"Os jogadore tinham à disposição 17 aviões fretados, procedentes de sete países diferentes de todo o mundo. Garantimos que esses voos não passassem de 25% da capacidade. Sobretudo , no caso que uma pessoa ou várias do avião dessem positivo, o pimeiro objetivo foi que o resto não se contagiasse. Não que não fizessem também uma possível quarentena, mas que não se contagiassem. Em segundo lugar, a definição de quem é o contato próximo e quem não seria, foi uma decisão que tomou o departamento de saúde do Aberto da Austrália. Entre todos faremos o que for necessário para manter a comunidade saudável. O que mudou essas últimas semanas foi a nova cepa britânica do vírus,muito mais contagiosa, assim que o último que queremos é que entre em nosso país. Essas condições sempre podem ir variando, mas desde o primeiro momento em que entra em um avião, se tem o risco, cada passa você tem o risco diante de uma pandemia. Até que não aconteça, não se conhece o risco real. Infelizmente estamos em uma situação onde não resta outra opção em seguir adiante".

 

 

Tiley destacou o apoio aos tenistas prejudicados: "É uma situação duríssima, temos que fazer todo o possível para que o horozonte seja o mas justo para todos os jogadores, sobretudo para os que estão em isolamento. A principal razão pela qual fizemos os tenistas virem antes era para ter margem caso algo assim acontecesse. Ainda teria 8 ou 9 dias para preeparar para o torneio caso alguém desse positivo. Vamos deixar material para todos os jogadores para que possam se exercitar de maneira correta em seus quartos, assim que faremos hoje, além de segguir vigiando a situação. O principal objetivo não muda, que todos fiquem saudáveis e que o vírus não se descontrole dentro da bolah, É preciso estudar também como farão seus treinamentos os jogadores isolados".

"Nenhum jogador está eliminado dos eventos que começam dia 31, será uma decisão própria deles. Obviamente sabemos que isolados não poderão chegar com a mesma preparação quando estão em quadra, assim que eles mesmo tomarão a decisão entre hoje e amanhã. De momento vamos ver como evolui tudo e estudaremos se temo que reajustar ou não o calendário. Insisto, o primordial agora é fazer que a situação para os tenistas isolados seja a mais justa possível. Não é o horizonte ideal, mas para nós fica o papel de manter a comunidade saudável e salva. Nos comprometemos com a causa, queremos proteger acima de tudo".

Tiley disse ainda que não irá mudar a data do Australian Open: "Não vamos mudar a data do torneio. Já estão à venda os ingressos para que possa ter 50% de público que possam desfrutar de um tênis excepcional nas duas semanas".

 

 

 

 

 

banner
banner