X

Criando Talentos - Dois dias de Jogos em Floripa

Sábado, 07 de abril 2007 às 23:23:03 AMT

Link Curto:

Rodrigo Leander

Por Rodrigo Laender, técnico do CT da Amil no Rio de Janeiro

Olá amigos! Hoje os jogos aqui no Costão foram marcados por interrupções, primeiro por chuva e depois por falta de luz natural. O mesmo havia ocorrido no dia anterior, quando Saretta teve seu jogo interrompido pelo fim da luz.

Isso ocorreu devido à longa maratona de Ricardo Mello, que venceu Dancevic em cinco sets, com mais de 5 horas de jogo, marcando importante ponto para o Brasil. Após perder os dois primeiros sets, quando Dancevic conseguia ser mais agressivo, as chaves para a vitória de Mello foram sua garra, persistência e sua excelente condição física. O canadense mostrou muito cansaço e terminou o duelo esgotado.

Na seqüência, Saretta começou bem contra Niemeyer, vencendo o primeiro set, apesar da surpreendente qualidade do canadense, que atacava com perigo, mesmo no saibro. No segundo set, Saretta por duas vezes obteve quebras e liderava o placar, mas hesitou em seu game de serviço, o que levou a decisão para o tie breaker. No desempate, novamente o brasileiro teve suas chances, mas Niemayer acabou vencendo por 8 a 6, levando a continuação para o dia de hoje.

Nessa manhã Saretta mudou consideravelmente. E para nossa alegria, para melhor. Jogando com muita agressividade, potência, sacando melhor e mais concentrado, não teve maiores dificuldades e ganhou 2 rápidos sets. A seu favor estava a quadra mais lenta, já que chovera durante a manhã.

Na seqüência, vieram a abertura oficial do confronto e o início da esperada partida de duplas. Todos queriam ver Nestor em ação, e é sempre muito excitante ver Sá e Guga juntos, já que essa parceria sempre demonstra muita garra e energia. Os brasileiros começaram bem, abrindo 4 a 3 com quebra, até que a chuva novamente voltou a cair.

O jogo só foi reiniciado no fim da tarde, quando o Brasil fechou o primeiro set em 6/4. A partir daí, Nestor resolveu entrar em ação e começou a tomar conta do jogo. Com grandes serviços, e principalmente cruzando muito bem, ele mostrou grande domínio da rede e dos voleios, chamando a responsabilidade para si. O Canadá venceu assim o segundo e abriu uma quebra no terceiro set, onde houve nova interrupção, novamente quando o placar marcava 4/3. Dessa vez era a falta de luz, o que determinou o fim dos jogos e deixou a decisão para o domingo.

Brasil na frente, 2 a 0 necessitando de apenas mais uma vitória para fechar esse confronto. Segue a nossa torcida e a confiança de que o terceiro ponto virá amanha, se a chuva deixar!

Abraços!!

Rodrigo Laender

rlaender@hotmail.com
banner
banner