X

Como melhorar seu jogo de duplas ? Parte I

Quarta, 10 de dezembro 2014 às 12:42:52 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Paulo Muñoz, professor da USTA - Com o numero reduzido de quadras de tênis Brasil afora, os clubes e academias estão cada vez com menos horários para jogos de simples, então porque não jogar boas partidas de duplas ? Veja mais dicas do prof. Paulo Muñoz

Costumo dizer que um bom jogo de duplas, com jogadores equilibrados em seu nível e conhecedores das facetas e estratégias que a modalidade exige, fica bem divertido jogar com os amigos. Mas alguns conhecimentos básicos podem ajudá-lo na hora H.

Hoje vou trazer duas dicas para vocês bem importantes para a dupla e na semana que vem teremos a segunda parte com a restante.

O saque

Muito importante o acerto do primeiro saque, procure colocar pelo menos 75 por cento do seu primeiro serviço dentro. Caso isso não esteja acontecendo, diminua a potência e aumente os efeitos até conseguir, deixe para aumentar a potência proporcional a tua confiança.

A posição da colocação do saque é diferente do que no jogo de simples. Deve-se colocar o saque o mais próximo possível da linha de serviço (profundidade), visando o centro das duas áreas de saque ou o lado fraco do oponente. Lembre-se que ângulo gera ângulo, um saque bem aberto (cruzado), se não finalizar o ponto poderá provocar um ângulo acentuado no retorno da bola fazendo com que você receba uma passada de devolução. Procure se posicionar para sacar a partir de uma posição próxima à linha lateral de simples para não deixar seu cruzado aberto e o seu parceiro se posiciona junta á rede pronto para matar o retorno do saque. Eventualmente, sacar em cima do corpo do adversário como forma de variar o serviço.

Antes de sacar dê ciência ao seu parceiro da sua intenção estratégica naquele ponto para que ele possa se preparar melhor para o ponto, lembrando que o bom sacador é aquele que faz o "passe" para o jogador de rede da sua dupla, matar o ponto.

O saque e voleio

Efetue o saque naturalmente, lembrando que o efeito slice ou top-spin aumenta o controle e o tempo disponível para a subida à rede, permitindo uma melhor colocação para o primeiro voleio do que um saque chapado, mais veloz. Siga na mesma direção da bola, o que lhe possibilitará fechar a passada paralela (caso você tenha sacado aberto), ou fechar o centro da quadra (caso o saque tenha sido lançado para o meio).

A proximidade à rede é conseguida através da subida em dois estágios. No primeiro, parar e preparar o voleio, quando seu adversário for responder seu serviço, faça um voleio de aproximação profundo, siga atrás da bola e avance para rede a fim de cobrir melhor a possível passada do adversário.

Procure não dividir a quadra geometricamente entre os dois parceiros: quando a bola for lançada bem cruzada para os adversários, e um dos jogadores for cobrir a paralela na rede, seu parceiro deve ficar próximo ao centro da quadra, deixando para o adversário o difícil ângulo da bola cruzada, combinem previamente, quem é o responsável pelas bolas que vem no meio dos dois. A dupla deve mover-se junto para a rede e para o fundo, evitando cometer o erro de jogar um na rede e outro no fundo da quadra. Sempre que seu parceiro troca de lado para devolver uma bola que seria "sua", mas que por algum motivo você não consegue devolver, troque de lugar com ele imediatamente para não desguarnecer o outro lado da quadra, permanecendo nesta formação até o final do ponto ou caso esta necessidade reapareça Duplas se ganham com os dois jogadores na rede, portanto abuse do jogo de saque e voleio.

É isso aí pessoal, semana que vem teremos dicas para devolução de saque e golpe de aproximação!

Mande um email para planetchampions@uol.com.br sugerindo qual a próxima dica que você gostaria de receber.

Sobre o PROF. PAULO MUNOZ

Professional da associação americana de treinadores de tênis. Membro da International Tennis Federation (ITF). MEMBRO DO CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA Nº 10184. Cursos com Luis Caye (Canadá); cursos Alberto Osetti preparador físico (Argentina); curso cbt nível I, II, III. Treinando atletas desde 1976.
banner
banner