X

Fognini decreta: 'Indian Wells e Miami estão sob forte risco'

Sábado, 07 de março 2020 às 10:45:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Segundo reporta o site italiano UbiTennis, o número dois local e 11 do mundo, Fabio Fognini, afirmou que os Masters de Indian Wells e Miami, ambos nos Estados Unidos, ainda estão sob forte risco em razão da proliferação do coronavírus.



"Indian Wells e Miami estão em alto risco para as novas contaminações. Seria muito chato ter que desistir, já que perdi muitas partidas por causa da lesão e corri o risco de chegar à temporada de saibro sem jogar quase nada", comentou com os jornalistas em Cagliari, na Itália, onde neste final de semana disputou o qualificatório das finais da Copa Davis contra a Coreia do Sul com portões fechados por uma determinação governamental na tentativa de frear o aumento do número de contaminados pelo vírus Covird-19, popularmente chamado de coronavírus..

"[Matteo] Berrettini e [Jannick] Sinner já estão lá há algum tempo, mas as coisas mudaram e agora é muito difícil para nós italianos desembarcarmos aos Estados Unidos", comentou ele em razão da barreira sanitária que diversos países organização para a chegada de pessoas provenientes da Itália e seus cidadãos. O país já é o quarto no mundo em número de pacientes infectados, com mais de 4600 casos atrás apenas de China, Coreia do Sul e Irã.

"Conversei com Andrea Gaudenzi [italiano CEO da ATP] para entender como resolver a situação, mas seria um problema real desistir dos dois torneios Masters 1000 nos Estados Unidos", completou Fognini.

Stefano Travaglia e Lorenzo Sonego, que também disputaram a Davis em Cagliari, estão com o mesmo problema de Fognini.

Já segundo a imprensa italiana, alguns tenistas do país, temendo aumento de barreiras restritivas contra cidadãos italianos, estão evitando ir ao país. Na lista estão os tenistas Paolo Lorenzi, Federico Gaio e Lorenzo Giustino, que preferiram seguir no México após a disputa do Challenger de Monterrey.

banner
banner