X

''A Áustria é favorita e vai vencer o Brasil na Davis'', declara Melzer

Quinta, 31 de maio 2007 às 16:04:10 AMT

Link Curto:

Juergen Melzer - Roland Garros

Por Fabrizio Gallas

Direto de Roland Garros onde foi eliminado na segunda rodada, o principal tenista austríaco, Juergen Melzer, número 30 do mundo, concedeu entrevista exclusiva ao Tênis News onde contou sobre do fim de seu relacionamento de 12 anos com seu treinador, falou sobre o grave problema no pulso e ainda afirmou que a Áustria é favorita e vai vencer o Brasil nos playoffs da Copa Davis em setembro na quadra rápida coberta de Innsbruck.

Tênis News - Primeiramente quero saber um pouco sobre sua carreira. Como você começou no tênis ? Quando com,eçou a jogar e por quê ?
Juergen Melzer -
Comecei a jogar quando tinha 8 anos, mas eu sempre quis ser jogador de futebol. Mas uma vez nas férias de verão na Itália, o técnico local me disse que eu tinha talento e deveria tentar jogar tênis. Foi isso que eu fiz e agora sou tenista.

TN - Qual era seu ídolo, alguém que você se inspirava ?
JM -
Sim eu tinha o Stefan Edberg e Patrick Rafter como ídolos.

TN - Quão importante foi Thomas Muster para seu desenvolvimento ?
JM -
O tênis foi muito grande na Áustria por causa dele. Eu encontrei ele primeiro quando ele era capitão da Copa Davis tempos atrás.

TN - Você considera uma vantagem ser uma tenista canhoto quando joga contra destros ? Em quais sentidos isso pode ir a seu favor ?
JM -
Sim, é uma vantagem porque não há muitos canhotos na turnê e quando se saca bem é uma vantagem.

TN - Você rompeu com seu técnico Karl-Heinz Wetter recentemente. O que aconteceu ?
JM -
Nós tivemos um relacionamento muito bom durante 12 anos e precisavamos de algo novo. Terminamos de uma forma legal e podemos sair para tomar algo.

TN - Você está buscando um novo treinador ou vai seguir viajando sozinho ?
JM -
Estou buscando sim um novo técnico, mas no momento estou viajando sozinho. Não vou me desesperar com o assunto de técnico.

TN - Você tem problemas em seu pulso. Conte-me sobre isso.
JM -
Meu pulso fica inflamado com muita facilidade e isso é meu principal problema. É difícil jogar quando estou com esse problema no pulso.

TN - Você tem uma grande parceria com Julian Knowle em duplas e quando você esteve fora por lesão ele atuou ao lado do sueco Simon Aspelin. Julian afirmou em entrevista a um diário austríaco que você estava pretendendo jogar menos duplas. Isso é verdade ? Por quê ?
JM -
Sim eu vou jogar menos duplas no futuro e o Julian continuará atuando com o Simon, tudo pro causa de meu pulso. Meu pulso fica melhor quando eu jogo menos.

TN - Você jogará duplas na Copa Davis contra o Brasil com ele ?
JM -
Sim, mesmo assim, vou com certeza jogar a partida de duplas da Copa Davis com ele.

TN - O que espera do duelo Brasil e Áustria na Copa Davis ?
JM -
Será um duelo apertado. O time do Brasil sempre joga bem na Copa Davis, então espero um final de semana difícil, mas no fim a Áustria vai vencer.

TN - O Brasil não tem nenhum tenista entre os 120 melhores rankeados da ATP. Por isso, você considera a Áustria grande favorita jogando em casa e contra um time que não tem ninguém entre os 120 melhores ?
JM -
Eu conheço todos os brasileiros que podem estar no time. E eles tem bons jogadores e será um confronto difícil para nós.

TN - A Áustria é 100 % favorita nesse duelo ?
JM -
Eu dou 60 a 40 % pra Áustria.

TN - O time austríaco da Copa Davis teve problemas contra a Argentina em fevereiro. O que aconteceu para a derrota de 4 a 1 em casa ? A superfície não era a mwelhor para o time ?
JM -
A Argentina jogou bem no final de semana e a superfície não era rápida o bastante, mas esse erro não será mais cometido no futuro.

TN - Qual a superfície que você mais gosta de jogar ?
JM -
Eu não ligo. Quando estou no melhor do meu jogo posso jogar em qualquer quadra.

TN - Com certeza você conhece Gustavo Kuerte. Qual sua opinião sobre as condições atuais dele ? Você acha que ele pode voltar a ser Top 100 ou deveria parar de jogar tênis ?
JM -
Ele é um excelente jogador e qualquer coisa que ele queira, será sua decisão.

TN - Me fale sobre o time austríaco da Copa Davis. Vocês tem mais jogadores canhotos (você, o Stefan Koubek, o Julian Knowle). Você é o melhor rankeado. Você traz consigo essa responsabilidade ou divide com o Koubek que é o mais experiente ?
JM - O Julian é o mais improtante para o time. Ele é nosso melhor jogador de duplase não importa com quem ele jogue, pois tem boas chances de vencer na Davis.

TN - Você acha que o time da Áustria com a maioria de canhotos pode confundir o Brasil ?
JM -
Eu acho que isso não faz nenhuma diferença.

TN - Quais são as maiores dificuldades que o Brasil vai encarr na Áustria ?
JM -
Nós vamos lutar até o final e nunca vamos desistir. Temos um grande espírito de equipe.
banner
banner