X

Saretta espera dificuldades no confronto. Guga e Sá confiantes nas duplas

Quinta, 05 de abril 2007 às 13:32:05 AMT

Link Curto:

Flavio Saretta - Floripa
O brasileiro Ricardo Mello e o canadense Frank Dancevic abrirão o confronto da Copa Davis nesta sexta-feira às 10h. Em seguida, entram em quadra Flávio Saretta e Frederic Niemeyer. No sábado, Gustavo Kuerten e André Sá encaram Daniel Nestor e Niemeyer. No último do confronto, Saretta enfrenta Dancevic e Mello joga contra Dancevic, de acordo com aordem definida no sorteio oficial realizado nesta quinta-feira no Costão do Santinho, em Florianópolis.

O sorteio foi positivo para o Brasil, segundo avaliação de Francisco Costa, capitão da equipe brasileira da Davis: "O sorteio foi bom para nós porque a pressão deles de sair ganhando é maior que a nossa. Eu vejo o sorteio bem positivo para nós", disse. Isso porque Dancevic, o canadense de melhor ranking, teria a obrigação de vencer.

O paulista Ricardo Mello analisou o duelo desta sexta contra Dancevic. "Ele (Dancevic) é um jogador bastante agressivo, saca bem e vem evoluindo bastante nos últimos tempos". Para Mello, o fato de o Brasil jogar em casa, no piso favorito e diante de sua torcida deve ser explorado. "Ele (Dancevic) vai jogar no saibro lento com as condições a nosso favor, então a gente tem que usar esses pontos a nosso favor. Eu tenho treinado bem. Estou pronto para amanhã fazer um bom jogo e sair dando a vantagem para o Brasi", disse o brasileiro.

Dancevic espera uma partida disputada. "Estou feliz de começar o confronto, preparado para uma partida longa e acredito que terão muitas trocas de bola do fundo de quadra".

O número um do Brasil, Flávio Saretta, aposta em duelo duro: "Todos vão ser muito difíceis. A gente joga em casa, mas os canadenses têm muita qualidade. Já enfrentamos eles duas vezes e não foi fácil, mesmo no Rio de Janeiro. Tomara que sábado seja 3x0, mas essa não é a realidade. A gente vai ter que lutar muito pra isso e tomara que amanhã seja um dia ótimo pra gente".

O capitão canadense garantiu que seu time está preparado para o confronto: "Estamos preparados para cada partida. Cada uma será difícil e nós pensamos e uma de cada vez. Apenas no fim saberemos qual ponto foi mais importante, mas todo mundo gosta de ter um bom começo", afirmou Martin Laureandau.

Sá e Guga confiantes no ponto de duplas:

Apesar de a dupla canadense contar o com o quinto melhor colocado desta modalidade, os brasileiros Gustavo Kuerten e André Sá estão confiantes que em uma vitória sobre a parceria do Canadá. "É um desafio (jogar contra o número 5 de duplas) e uma motivação. O (Daniel) Nestor é um jogador excepcional, mas tem como a gente compensar isso. Temos condições de ganhar o jogo. O fato de jogar no Brasil eleva bastante o nível do nosso jogo", ressaltou Guga.

O mineiro André confirma a opinião de Guga: "Eles (canadenses) são favoritos no papel, mas nós temos nossa cabeça forma de que temos grandes condições de sair com uma vitória. Quando eu e o Guga jogamos o nosso melhor, a gente consegue jogar de igual pra igual com qualquer duplas do mundo".

banner
banner