X
banner

Goffin isenta Nadal, critica Mourier, mas diz: 'Tenho que seguir'

Sábado, 22 de abril 2017 às 17:01:18 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O apesar da irritação com a marcação errada feita pelo árbitro de cadeira francês Cedric Mourier, o belga David Goffin, aceitou a derrota diante de Rafael Nadal na semifinal do Masters de Monte Carlo e diz que deve "seguir em frente", 



Leia mais:

Nadal sobre erro de arbitragem: "Ninguém pode dizer que mudou o jogo"

VÍDEO: Goffin pede a árbitro: 'Não faça comigo como fizeste com Troicki'

"Quando eu comecei o jogo contra o Rafa, eu sabia que tinha que ter 100% de foco, dar 100% mentalmente e fisicamente. E foi um jogo muito bom no início, eu estava muito bem, houve muita intensidade. E quando você tem um erro como esse [o erro de arbitragem], neste tipo de jogo, é difícil, você sabe e aponta a marca ... Você tenta retornar. Eu sei que tenho que voltar pro jogo, mas é preciso mais energia, de ser capaz de dar ainda mais, mas não pude porque já estava em 110%! Provavelmente, foi demais para mim. Nadal, ele está acostumado a estes grandes jogos", analisou o tenista belga.

"Não tenho nada contra Cédric Mourier [o árbitro de cadeira], ele é muito bom. Mas agora, ele comete erros. Ele mostrou-me algo que eu não sei o que é! E eu vi em seu rosto que ele estava nervoso, não tenho certeza .Mas para si mesmo, ele deve refletir sobre o que decidiu e não pode mudar. Ele tentou jogar um pouco de graça, certificando-se com o árbitro de linha [que marocu a bola de Nadal fora]. Mas, eu não sou um cara que vai reclamar por dias e semanas, o jogo acabou, eu tenho que seguir em frente", ponderou.

"É para que o árbitro reconheça seus erros. Rafa é um dos jogadores com mais fair-play do circuito e ele apenas fez seu jogo", finalizou.

banner
banner