X

Nadal bate Goffin em jogo polêmico e busca o deca-campeonato em Monte Carlo

Sábado, 22 de abril 2017 às 13:20:41 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O espanhol Rafael Nadal, sétimo do ranking da ATP, conquistou uma vitória tranquila, mas marcada por polêmica com a arbitragem do francês Cedric Mourier, contra o belga David Goffin, 13º da ATP, que vinha de vitória sobre Nova Djokovic.



Nadal precisou de 1h29 para fechar o placar em 6/3 6/1 tendo convertido quatro aces contra quatro do belga, que venceu 56% dos pontos jogados com seu primeiro serviço contra 68% de aproveitamento do espanhol.

A partida começou com Nadal confirmando seu saque mesmo trabalhando com segundo serviço e o belga confiante com saque e forehand, confirmou e conquistou quebra de saque no terceiro game e abriu 3/1 no placar. No sexto game, Nadal passou a tentar pressionar o belga, o convidou para longas trocas e o fez disputar sete igualdades, foi aí que aconteceu o erro de marcação do árbitro Cedric Mourier, que marcou uma bola de Nadal que foi nitidamente fora, marcada pelo juiz de linha e o próprio Goffin, dentro, cancelando o ponto do belga para o 4/2. A marcação foi vaiada por todo o estádio.

Nervoso, Goffin cometeu erros e foi quebrado. Nadal, que nada teve com o erro de Mourier seguiu sustentando as disputas da linha de base, conquistou nova quebra no oitavo game e sacou com tranquilidade para o set.

Sem a concentração de antes, Goffin seguiu cometendo erros, confirmou o game de abertura do primeiro set, mas levou um "pneu moral" de Nadal ao perder os seis games seguintes, numa demonstração de solidez do espanhol, que conquistou quebras no terceiro, quinto e sétimos games da disputa.

A vitória garantiu Nadal em sua 11ª final em Monte Carlo, onde tentará seu décimo título do torneio monegasco. Nela, Rafa encara o estreante em finais de Masters 1000, Albert Ramos. 

Esta será a quarta final 100% espanhola da história de Monte Carlo. Antes de Nadal x Ramos, em 2002, Juan Carlos Ferrero superou Carlos Moyá; em 2010 Nadal superou Fernando Verdasco e em 2011 o próprio Rafa superou David Ferrer.

banner
banner