X

Capitão destaca comprometimento de equipe após vitória no Equador

Domingo, 09 de abril 2017 às 08:48:19 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O Brasil conquistou neste sábado a vaga na repescagem para o Grupo Mundial da Copa Davis em setembro. A dupla  formada pelos tenistas Bruno Soares e Marcelo Melo confirmou o favoritismo e derrotou os equatorianos Roberto Quiroz e Gonzalo Escobar por 3 sets a 0, com parciais de 6/3 6/4 6/3.

 



Leia Mais:

Dupla garante Brasil na repescagem

Confira os possíveis rivais do Brasil nos playoffs

 

Depois de Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro terem vencido as partidas de simples, os mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo entraram em quadra tranquilos e não tiveram dificuldades para derrotar os equatorianos. Em todos os sets os brasileiros tiveram uma quebra de serviço e venceram em sets diretos, fechando o confronto. Esta foi a 12ª vitória de Soares e Melo em jogos da Copa Davis.

 

Agora o Brasil espera o sorteio da Federação Internacional de Tênis para saber quem enfrenta na repescagem. Os possíveis adversários serão Argentina, Suíça, Alemanha e República Tcheca em casa, Canadá, Rússia e Croácia fora de casa e se for o Japão haverá um sorteio para definir em qual dos dois países será o confronto.

 

O mineiro Bruno Soares conta como foi a vitória brasileira nas duplas diante do Equador. “Conseguimos jogar bem do início ao fim, sacamos com uma porcentagem muito alta de primeiro saque e isso foi muito importante por causa da altitude. Jogamos firme toda a partida, não relaxamos e conseguimos dar essa vitória muito importante ao Brasil” disse o tenista número 9º do mundo nas duplas.

 

O técnico João fala das dificuldades que o Brasil precisou superar para conquistar a vaga na repescagem. “O confronto foi duro, como já era previsto, lugar muito difícil de jogar, quadra muito irregular, muita altitude, difícil de controlar a bola, de ter consistência, mas valeu pela luta, pelo comprometimento, pela superação de todos os jogadores dentro da quadra e de toda a equipe fora dela também”, afirmou o capitão da equipe brasileira.

banner
banner