X

Guga: 'Espero que Olimpíada recomponha união do país'

Terça, 02 de agosto 2016 às 22:22:19 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Gustavo Kuerten pintou hoje na comunidade do Santa Marta, na zona sul carioca, uma réplica do coração desenhado por ele na final de Roland Garros, em 2001, jogo que lhe rendeu o tricampeonato no Grand Slam francês.



Observado pelas crianças, Guga dessa vez usou pincel e tinta para deixar na “Quadra Inesperada” do tênis, uma lembrança na mesma quadrinha onde ele “trocou bolas” com os aspirantes à atleta.

Enquanto desafiava os pequenos tenistas, Guga incentivava as crianças no esporte. “Cada comunidade dessa, simboliza o que existe no Brasil inteiro: milhões de crianças desassistidas, para mim é um privilégio poder trazer esperança, porque é muito difícil imaginar que nessas condições alguns deles se tornem atletas profissionais, mas capacidade eles têm. É por isso que a gente precisa unir forças para trazer estímulo, dar oportunidade a eles”, declarou logo após inaugurar a décima quadra do projeto “Quadras Inesperadas”, promovido pelo programa Tudo de Cor da Coral que estimula a diversificação de esportes na comunidade por meio de criação de espaços inusitados para a prática de atividades físicas.

Acompanhado pelo presidente da Akzonobel para América Latina, Daniel Campos, Guga também recebeu uma raquete “inusitada” criada a partir de materiais recicláveis por um artesão do Santa Marta. A poucos dias do início da Rio 2016, o tricampeão de Roland Garros também falou sobre a sua expectativa com a realização das Olimpíadas. “Eu espero que o clima olímpico consiga recompor o espirito de união do nosso pais, um país que hoje vive fragmentado, tomara que ele possa se transformar de novo num Brasil esperançoso, que acredite mais, que perceba o seu potencial, e que consagre a crença de que vale a pena ser brasileiro”, concluiu Guga.

Confira o recado de Guga em vídeo:

 

 

banner
banner