X

Duckworth não quer ser o responsável por aposentar Hewitt

Sexta, 15 de janeiro 2016 às 23:25:06 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O sorteio da chave do Australian Open pode ter parecido agradável para quem está de fora, mas o jovem australiano James Duckworth não está nada confortável com a possibilidade de aposentar o ídolo local, Lleyton Hewitt, na estreia da competição.



Duckworth tem 23 anos e é companheiro de treinos de Hewitt, de 34 anos. Além de companheiros, Duckworth cresceu tendo Lleyton Hewitt como ídolo. O experiente australiano assumiu o posto de número um do mundo quando Duckworth tinha apenas oito aos de idade.

Perguntado como seria ser lembrado como o homem que aposentou Hewitt, Duckworth sorriu e respondeu: "Terrível. Vou tentar tentar fazer de tudo que puder, mas eu realmente não quero ser esse cara", disse.

O jovem se declarou ansioso para o encontro, em virtude de tudo que a torcida pode proporcionar aos dois, mas declarou: "Será um pouco estranho ao mesmo tempo, conhecendo Lleyton por todos esses anos".

"Nós treinamos muito juntos, somos bons companheiros. Isso tornará as coisas mais estranhas. Apenas vou tentar focar-me em mim mesmo e me controlar", disse Duckworth.

O jovem australiano revelou que já recebeu muitos conselhos de Hewitt: "Ele assistiu muitos dos meus jogos e sentou comigo e falou sobre meu jogo. Ele tem sido ótimo e um grande modelo. Ele me ajudou muito", revelou.

Caso vença Duckworth, Lleyton Hewitt fará sua partida de segunda rodada contra o espanhol David Ferrer ou um tenista vindo do qualificatório.

banner
banner