X

Tênis Argentina - Mesmo com a derrota, o sonho da Davis continua

Domingo, 07 de janeiro 2007 às 20:43:35 AMT

Link Curto:

Nalbandian - Final Davis II

Por Santiago Durante - Revista e Site Solo Tênis, da Argentina

A Saladeira de Prata (nome dado ao troféu da Copa Davis) ficou com a Rússia. É verdade. E assim se desfizeram todo o sonho de trazer-la pela primeira vez para a Argentina. Era o sonho de todo um país...e tínhamos porque sonhar. Em confrontos anteriores, tanto como locais como visitantes sobre quadras rápidas como Moscou, a equipe capitaneada por Alberto Mancini demonstava que poderia ganhar a Copa Davis. Um time composto por jogadores de muito bom tênis e repletos de coragem, que é imprescindível para chegar longe nessa difícil competição de países.

Lea Versíon en Español

E a Argentina esteve a altura da circuntância. Chegar ao quinto duelço da maneira que fez José Acasuso diante de Marat Safin significa que o time alviceleste estava preparado para concretizar essa façanha.

Falto muito pouco e o sabor amargo da derrota foi sentido. Mesmo assim, o tempo fará reaver o valor de nossos garotos que igual a Guillermo Vilas e Jose Luis Clerc, alcançaram uma histórica final e estiveram muito perto, há 25 anos atrás.

Foi uma derrota que não deixará baixar a cabeça. A "Legião Argentina" sabe que tem potenciale talvez falte uma ajuda da sorte com o sorteio dos locais. Em fevereiro teremos que viajar até a Áustria para o início da edição 2007 e o sonho começará novamente. A Argentina está focada que este pode ser o ano.

Por outra parte, 2006 terminou com grandes alegrias para os tenistas argentinos na América do Sul. Mais uma vez, Guillermo Cañas ratificou o excelente momento que vive desde sua volta às quadras após a suspensão por doping. Ele venceu o challenger de Assunção. Sem dúvida, uma alegria que além disso lhe rendeu uma passagem para Moscou como quinto integrante do time da Copa Davis.

Outro que ficou com o título no fim do ano foi Sergio Roitman que ganhou em Guayaquil (Equador) e escalou até o posto 73 no ranking da ATP.

Por isso que 2006 se foi com improtantes feitos para o tênis argentino, muito mais que a derrota para a Rússia. Os fãs agora esperam com ansiedade o ATP Buenos Aires (Copa Telmex) que começa no dia 19 de fevereiro e será o momento de voltar a ver importanets figuras do tênis nacional e internacional. Junto a primeira fase da Davis, este torneio será para os amantes argentinos, o pontapé inicial do ano que poderá se vestir de azul e branco.

Temos muitas expectativas para 2007. Pelo crescimento dos jogadores, pela volta de outros que em momentos pertenceram à elite do tênis mundial e porque mais uma vez está renovado o sonho de trazer a Saladeira de Prata.
banner
banner