X

Hocevar vira e vai às oitavas no Aberto de SP

Segunda, 01 de janeiro 2007 às 10:10:47 AMT

Link Curto:

Ricardo Hocevar - SP II
Ricardo Hocevar (Wilson/Milly/Kirschbaum/Yonex), número 376 do ranking, estreou com vitória na temporada 2007. Logo no primeiro dia do ano, o paulista precisou virar o jogo diante do tcheco Adam Vejmelka, 277º colocado, com parciais de 4/6 6/3 6/0 e se classificou para as oitavas de final do Aberto de São Paulo, torneio challenger que distribui US$ 100 mil em prêmios e oferece hospedagem aos tenistas.

Foto: Miguel Schincariol

Hocevar disputou toda a partida com uma camisa que continha um ponto de interrogação em cada manga. A falta de patrocínio foi o motivo da escolha para o jogo que foi mostrado ao vivo pelo Sportv: "Foi idéia do rapaz que me ajuda. O propósito foi fazer uma jogada de marketing para mostrar que estou sem patrocínio. Como a maioria dos tenistas brasileiros estou correndo atrás e busco ajuda para poder viajar, pagar minhas despesas".

Na partida o jovem de 21 anos sentiu um pouco a falta de ritmo de jogo no primeiro set e foi superado pelo adversário após bobear no sétimo game. Ele cometeu uma dupla-falta, um erro não-forçado e perdeu o saque e o set na sequência por 6/4. No set seguinte muito equilíbrio até o oitavo game, quando Ricardo foi mais paciente do fundo de quadra e contou com erros do adversário para conseguir a quebra derradeira. Ele abriu 5/3 e fechou em seguida 6/3. Na parcial decisiva, o paulista embalou, abriu 2/0 e no terceiro game precisou salvar dois break-points cravando 3 aces. Depois ampliou a vantagem e consolidou um "pneu" em um já combalido tcheco: 6/0.

"Não esperava que este terceiro set fosse tão fácil. Talvez ele tenha ficado um pouco nervoso. No primeiro set eu senti um pouco a falta de ritmo de jogo, já que estou iniciando a temporada agora. Depois melhorei, comecei a lutar mais, fiz ele jogar alguns pontos e virei a partida", disse o tenista que agradeceu o apoio da torcida a partir do segundo set: "Jogar no Brasil sempre é bom, contar o apoio da torcida também me ajudou nessa partida".

Agora Hocevar tenta vaga nas quartas de final do evento. Ele enfrenta o vencedor do duelo entre o gaúcho André Ghem, 181º, e o monegasco Jean Rene Lisnard, 295º. Hocevar nunca enfrentou o europeu na carreira, mas já derrotou Ghem em três sets em um future noano de 2004.

Em outro jogo do dia Caio Zampieri (Head/Adidas/Signum Pro), 379º do ranking, foi eliminado. O tenista de Mogi Guaçu caiu diante do alemão Dominik Meffert, 287º, por 7/5 6/1.

Zampieri fazia um bom primeiro set com bastante regularidade do fundo de quadra quando no 4/5 0/30 levou um contra-pé, e torceu o pé esquerdo. Ele pediu atendimento médico voltou a quadra, mas não teve forças para superar o alemão. Meffert fechou o primeiro set em 7/5 e conduziu com tranquilidade a segunda parcial para se garantir nas oitavas de final com 6/1.

Após a derrota o jovem de 20 anos comentou o problema no pé: "Foi um momento importante, ainda consegui buscar o game, mas tava com muita dor. Isso faz parte, agora é esquecer e trabalhar na temporada que está começando".

Fonte: Gallas Press
banner
banner