X

André Sá vira, é campeão em Umag e fatura o 10º ATP da carreira

Sábado, 25 de julho 2015 às 19:02:22 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

André Sá (Phoods/Ferraz & Cicarelli Advogados/Correios/Asics), número três do Brasil e 53º do ranking da ATP, segue embalado na temporada 2015. Na noite deste sábado ele conquistou o título do ATP 250 de Umag, na Croácia, evento de primeira linha do circuito mundial, disputado sobre o piso de saibro e com premiação de 439 mil euros.



 

 

Sá, natural de Belo Horizonte (MG), mas radicado em Blumenau (SC) desde 2003, e o argentino Máximo Gonzalez superaram a dupla cabeça de chave 3 formada pelo polonês Mariusz Fyrstemberg e o mexicano Santiago Gonzalez por 2 sets a 1 com virada por 4/6 6/3 10/5.

Este é o primeiro título da dupla que jogou Roland Garros e por pouco não fez quartas de final. Sá levanta seu 10º título ATP na carreira, o terceiro somente no ano onde ganhou Buenos Aires com o finlandês Jarkko Nieminen e na grama de Nottingham, na Inglaterra, com o australiano Chris Guccione.

Na carreira é a décima conquista do tenista de 38 anos soma outros canecos em Metz (França) em 2011 com Jamie Murray, Kitzbuhel (Áustria) em 2009, Poestrach (Áustria), New Haven (EUA) e Costa do Sauípe (BA) em 2008, Estoril (Portugal) em 2007, todos com Marcelo Melo e Hong Kong em 2001 com Kastren Brasch.

Com a conquista ele somará 250 pontos e pode aparecer entre os 40 melhores duplistas do mundo.

Os dois tenistas voltam a jogar juntos na próxima semana no saibro de Gstaad, na Suíça, evento também no piso lento. Eles estreiam contra o australiano Rameez Junaid e o polonês Tomasz Bednarek. O torneio tem a mesma premiação de Umag.

SOBRE ANDRÉ SÁ

Sá já foi 17º do mundo nas duplas e fez semifinal em Wimbledon em 2007 com Marcelo Melo. Possui oito títulos de ATP na categoria, um deles este ano em Buenos Aires, na Argentina. Em simples ele já esteve no top 50 com quartas no Aberto da Inglaterra, em 2002.

Muito atuante nos bastidores, Sá é membro do Conselho Geral dos Jogadores da ATP que discute e vota sobre mudanças e atualizações para o circuito mundial de tênis. É também membro do Conselho de Jogadores da Confederação Brasileira de Tênis.

banner
banner