X

Murray destaca mudanças e confiança para bons resultados no saibro

Sábado, 30 de maio 2015 às 14:02:53 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O escocês Andy Murray, terceiro do ranking da ATP, atendeu a imprensa em Roland Garros após bater o talentoso jovem australiano Nick Kyrgios. Murray revelou segredos para evolução no saibro,do físico e foi só elogios a Kyrgios.



Murray foi questionado sobre um comentário que fez ainda em quadra de que nãos e sentiu 100% fisicamente no fim do primeiro set. O escocês explicou que estava com esta sensação porque iniciou "encaixando saques a 200 km/h e convertendo alguns aces e, sem seguida, começou a abrandar, 170, 180 e não entrando aces. Isso é algo que normalmente encaixa aces", explicou o escocês que na sequência ressaltou que seguiu na partida "fazendo grandes bolas" e que percebeu que a sensação nada mais era que "retrato de uma sobrecarga", já que forçou o movimento rápido dos braços.

Ainda sobre seu estado físico, Murray voltou a ser questionado da opção de desistir do Masters de Roma, há duas semanas na fase de oitavas de final para se resguardar. O escocês voltou a destacar que foi a melhor decisão e que isso ajuda na campanha em Paris.

Sobre o grande momento que vem vivendo no saibro, após conquistar seus dois primeiros títulos ATP no piso (Munique e Madri), Murray contou que o segredo foi "fazer pequenas mudanças".

"Este é o meu melhor momento no saibr. Os resultados dizem isso", frisou o escocês que nunca tinha jogado até então, uma final no saibro em nível ATP. "O que fiz em Madri contra Kei (Nishikori), Milos (Raonic) e Rafa (Nadal), fiz bons jogos ali. Acho que vencer o torneio e mudar minha programação ajudaram muito. eu nunca joguei nenhum torneio menor nesta gira do saibro e minha primeira vitória ajudou, claro", revelou Murray que ainda disse que a escolha foi dele em conjunto com sua equipe e que estar bem fisicamente o ajuda muito. "tinham coisas que mudei e isso ajudou", resumiu.

Questionado sobre Kyrgios, que chegou a provocar risos em Murray em virtude de suas belas jogadas, o escocês teceu muitos elogios: "Tenho visto um monte de seus jogos, então obviamente eu sei como é sua personalidade.Ele tem um estilo de jogo e uma personalidade em quadra, presta-se a jogar grandes partidas em grandes estádis. Às vezes você não se sente capaz de controlar o que está acontecendo ali, porque, ele bate grandes golpes, às vezes, faz coisas que ninguém tenta. Então, você não está esperando por isso, qualquer um. Por isso, é, obviamente, difícil de se sentir confortável na quadra e se sentiria fora do ritmo do jogo. É por isto, que ele tem tantos bons resultados, porque ele leva você para fora de sua zona de conforto", finalizou.

banner
banner