X

Federer sobre arbitragem: 'Todos precisam ter o mesmo tratamento'

Quarta, 27 de maio 2015 às 12:28:24 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Roger Federer, número dois do ranking, opinou sobre o caso Rafael Nadal x Carlos Bernardes em coletiva de imprensa. O suíço não quis polemizar, mas afirmou que todos os tenistas devem ser tratados igualmente e que seria difícil se todos pedissem vetos de juízes.



Leia Mais:

Nadal confirma pedido de veto a árbitro brasileiro

Djokovic critica decisão: 'Nunca pedi para que tirassem árbitros dos meus jogos'

Blog - Nadal não é o dono da ATP

"Não, não quero ser tratado de forma diferente. Você pode ficar chateado e quebrar uma raquete e não querer tomar a advertência, mas se o árbitro lhe dá, então todos devem ser tratados igualmente. Daí há suspeitas. Você deve fazer as coisas claras. E não espero ter bônus", disse Federer ao ser perguntado se gostaria de ser tratado diferentemente.

Ele evitou polemizar diretamente com a atitude de Nadal, mas ao ser constantemente sabatinado pela imprensa, deixou transparecer sua chateação principalmente com a ATP que não colocou mais o brasileiro nos jogos do espanhol após o pedido feito em decorrer do episório do Rio Open: "Não importa quem fez o pedido (jogador ou o árbitro). Acho que todos devem ser tratados da mesma forma, sim."

"É muito pessoal, como na vida uns lidam melhor com umas pessoas que com outras. Talvez na situação há mais árbitros suficientes para não se ter problemas para a ATP e o jogador. Se esse for o caso, não sei se passarão por cima disso. Às vezes algo que tenha acontecido com eles mesmo. Eu tento focar no meu e não nos juízes, mas é duro, tanto eu como o Rafa já jogamos mais de mil jogos, com alguns árbitros nos damos melhor outros não, mas é normal que alguns árbitros não estejam nos melhores dias, assim como nós".

Depois do discurso, Federer foi perguntado se ficaria difícil se todo jogador pedisse para vetar árbitros e concordou: "Daí ficaria difícil sim".

"Essa é uma situação que eles precisam se dar conta. E volta ao tema que todo mundo sempre pede alguma coisa, principalmente sobre horário e dia de jogos. Os jogadores entendem que nem sempre serão solicitados. No fim das contas o diretor do torneio, a ATP, a ITF e instituições é que decidem e o jogador precisa estar conformado, mas é preciso se abrir o diálogo, se comunicar em conjunto".

 

banner
banner