X

Federer recorta 600 pontos de vantagem para Djokovic. Berdych no top 4

Segunda, 18 de maio 2015 às 07:15:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O vice-campeonato do Masters 1000 de Roma, na Itália, quarto da carreira de Roger Federer, pelo menos teve uma boa notícia do recorte de 600 pontos do ranking para o sérvio Novak Djokovic que agora passa a ser de cerca de 4,6 mil pontos na ATP.



Federer somou esta quantidade no torneio enquanto que o sérvio defendeu os 1 mil do título que também havia conquistado na última temporada.

O sérvio segue tranquilo sem ser ameaçado até pelo menos o torneio de Wimbledon e já tem 148 semanas na liderança, 47 seguidas - seu recorde consecutivo é de 53 logo que assumiu o topo pela primeira vez em 2011.

Na terceira posição segue Andy Murray seguido agora pelo tcheco Tomas Berdych que garante o melhor desempenho herdando a posição do canadense Milos Raonic que defendia semi, mas não jogou o torneio italiano por se recuperar de cirurgia no pé. Raonic caiu ao sexto lugar e foi passado também pelo japonês Kei Nishikori, o quinto. Rafael Nadal se manteve na sétima posição e defende uma vaga no top 10 durante Roland Garros que começa no domingo com os 2 mil pontos que tem a descartar. David Ferrer, Stan Wawrinka e Marin Cilic completam a lista do top 10.

banner
banner