X

Bellucci quer explorar a irregularidade de Dolgopolov

Domingo, 29 de março 2015 às 23:09:24 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Os paulistas Thomaz Bellucci e João Souza, o Feijão, praticamente nem precisaram jogar para avançar às oitavas de duplas do Masters 1000 de Miami. Neste domingo, a dupla entrou em quadra para enfrentar os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez, cabeças 5.



Logo no início do primeiro set, Lopez torceu o pé e não teve mais condições de prosseguir no jogo. A partida então foi finalizada quando o placar anotava 2/1 para os brasileiros. Na próxima fase, nesta segunda-feira, Bellucci/Feijão enfrenta a parceria formada pelo croata Marin Draganja e o estonês Henri Kontinen.

Na chave de simples, Bellucci busca também nesta segunda, por volta das 13h30 (horário de Brasília), uma vaga nas oitavas de final diante do ucraniano Alexandr Dolgopolov, 65o. do mundo. O confronto é inédito.

"É um jogo um pouco atípico. O Dolgopolov é um jogador muito versátil, tem alguns golpes diferentes dos outros adversários. Gosta de vir para a rede, saca bem, é rápido e contra-ataca bem. É um cara perigoso, mas que também tem altos e baixos, às vezes é irregular dentro da partida e é nisso que vou ter que me basear. Vou ter que ser consistente e fazer um plano de jogo legal para aproveitar esses momentos", analisou Bellucci.

As duas primeiras vitórias em Miami - sobre Lleyton Hewitt e Pablo Cuevas - devolveram a confiança a Bellucci. "A partir do primeiro jogo aqui, eu já me senti bem em quadra. Ontem (sábado, contra o Cuevas), consegui manter o mesmo nível e, com certeza, recuperei a confiança", afirmou.

banner
banner