X

Berdych bate esperança local e encara Rosol nas 8ªs e Indian Wells

Terça, 17 de março 2015 às 16:27:35 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Na abertura do último dia de competições da terceira rodada do Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos, o tcheco Tomas Berdych, nono do ranking da ATP, levou a melhor sobre o tenista da casa, Steve Johnson, 44º. Berdych encara o compatriota Rosol.



O tcheco precisou de 1h12 para fechar o placar em 6/4 6/2 tendo convertido sete aces contra quatro do norte-americano, que cometeu 22 erros não-forçados contra 15 de Berdych, que com postura e jogo agressivo o tempo todo bateu 18 bolas vencedoras contra 12 de Johnson.


O tcheco começou a partida firme no saque e também na devolução, conquistou a quebra de serviço no quinto game e tentou administrar. Sem muito a perder, Johnson foi agressivo, contou com uma baixa de rendimento do rival e devolveu a quebra de saque no oitavo game, mas não teve tempo de reação, viu Berdych conquistar nova quebra de serviço e sacar para o set.


Na segunda etapa, Berdych seguiu jogando firme, conquistou a quebra de saque o terceiro game, administrou a vantagem e contou com um péssimo game de serviço do rival no sétimo game, conquistou nova quebra de saque e sacou para fechar a partida.

 

Na fase de oitavas de final, Berdych encara o compatriota Lukas Rosol, 30º, que sofreu e precisou de sete match-points e uma batalha de 2h32 para superar o holandês Robin Haase, 104º, por 6/4 6/7 (4) 7/6 (3). O tcheco converteu seis aces contra nove do holandês, que cometeu 37 erros não-forçados contra 60 de Rosol, que bateu 50 bolas vencedoras contra 29 de Haase.

 

Em um primeiro set muito equilibrado, Rosol conquistou a quebra de saque na única oportunidade que teve no nono game e sacou fechando a parcial. No segundo set, o jogou teve o mesmo caminho sendo muito equilibrado e com os dois tenistas sacando bem. Rosol abriu 5/4 no placar sem quebras e defrontou seus dois primeiros match-points no décimo game, no décimo segundo, voltou a ter duas chances de quebra, mas escolheu mal as jogadas e ansioso, se viu obrigado a disputar o tiebreak, onde novamente perdeu outros dois pontos do jogo e viu o holandês forçar a terceira etapa convertendo seu primeiro setpoint na partida.

 

No set decisivo, o jogo seguiu o padrão das etapas anteriores. Firme na devolução, Rosol conquistou a quebra de saque no décimo primeiro game, mas sacando para a partida, perdeu seu sétimo match-point, foi quebrado e se viu obrigado a disputar um novo tiebreak, onde foi superior, errou menos e levou a partida.

 

Berdych e Rosol se enfrentaram apenas uma vez no circuito profissional, com vitória de Berdych na quadra rápida de Rotterdã em 2012.

banner
banner