X

Para Coria, Djokovic é mais favorito que Nadal para ganhar Roland Garros

Sexta, 13 de março 2015 às 09:00:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas - O argentino ex-top 3, Guillermo Coria, concedeu uma entrevista exclusiva ao Tênis News, que será publicada ainda nesta sexta-feira (13/3), onde abordou diferentes temas como carreira, formação de atletas e a disputa do próximo Roland Garros.



Foto: Arquivo Roland Garros 2008

 

Coria amargou na Philippe Chatrier uma das maiores viradas da história das finais do Slam parisiense em 2004, depois de abrir dois sets a zero, sendo o primeiro um pneu, e um 4/2 no terceiro set contra o compatriota Gastón Gaudio.

 

O argentino, que sempre figurou entre os favoritos da disputa em Paris enquanto profissional, opinou que hoje o líder do ranking Novak Djokovic é o principal favorito ao título e por consequência para fechar seu career Slam.

 

"Hoje Djokovic é mais favorito que (Rafael) Nadal, porque não vem com tantas lesões e está com muita confiança. Nadal tem estado fora do circuito, é preciso ver como ele voltará a esses torneios. Principalmente nesta gira a partir de Mônaco (Masters 1000 de Monte Carlo) até Roland Garros. É importante ver como ele (Rafa Nadal) responde nestes torneios. Se ele ganha em um destes grandes torneios e chega bem fisicamente em Paris a coisa muda", opinou o vice-campeão em 2004.

 

Coria não descarta o espanhol nove vezes campeão em Roland Garros de maneira alguma e questionado sobre quantos títulos mais ganhará o espanhol ganhará em Paris opinou: "Quantos mais, não sei. Mas este ano é um candidato, seguramente. É preciso ver como vai estar fisicamente. Se ele estiver bem fisicamente, será muito difícil ganhar de Nadal em Roland Garros, por toda a história que tem lá e pelo grande jogador que é".

 

O argentino conhece bem o fardo de enfrentar o espanhol bem fisicamente no saibro, em 2005, os dois protagonizaram uma das maiores partidas da história do antigo Masters Series (hoje Masters 1000) ao jogarem por cinco horas a final em Roma (Itália). Nadal ficou com o título mesmo tendo levado um pneu, fechou o placar em 6/3 6/1 0/6 7/5.

banner
banner