X

Feijão vira batalha épica de quase 5h e Brasil larga na frente da Argentina

Sexta, 06 de março 2015 às 16:15:40 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Pela primeira vez defendendo o Brasil como número um do país, João Olavo Souza, o Feijão, venceu batalha épica de quase 5h contra o experiente e lutador número dois argentino, Carlos Berlocq, e abriu confronto a favor do Brasil. Foto: Cristiano Andujar



Foram exatamente 4h57 de partida para que Feijão, que levou a partida pelo placar de 6/4 3/6 5/7 6/3 6/2 tendo convertido quatro aces contra cinco do argentino, que bateu 41 bolas vencedoras contra 79 do brasileiro, que cometeu 105 erros não-forçados contra 70 do tenista da casa.

 

No primeiro set o jogo começou todo a favor do brasileiro, que quebrou o saque do argentino no primeiro game, abriu 2/0 e seguiu firme. Brigando muito, Berlocq arriscou devoluções, movimentou o brasileiro no fundo de quadra devolveu a quebra no sexto game e devolveu a quebra. Firme e sem desistir Feijão conquistou a quebra de serviço no sétimo game e administrou a vantagem.

 

Na segunda etapa, Feijão sofreu um apagão, teve o serviço quebrado no segundo game, viu o rival abrir 3/0 e precisou correr atrás. Com quebra no quinto game, Feijão igualou o placar em 3/3, mas foi quebrado no oitavo game e viu o rival sacar para o set.

 

Na terceira parcial, o jogo começou igual, Feijão brigou muito por oito minutos arriscando na devolução e indo à rede, no fim deu certo, conquistou a quebra de saque, confirmou serviço e abriu 4/1 no placar. O brasileiro chegou a ter setpoint no oitavo game e outros dois no nono game sacando para o set, mas tomou a quebra, se desconcentrou e viu o rival confirmar os três games seguintes e levar o terceiro set.

 

No quarto set, Berlocq entrou no embalo da torcida argentina, que pela primeira vez na partida se sobressaía diante dos "barulhentos" brasileiros. Com ajuda de Feijão, que cometeu erros bobos, conquistou a quebra de saque no terceiro game e abriu 3/1 no placar. O paulista de Mogi das Cruzes devolveu a quebra no sexto game e novamente no oitavo, sacando com tranquilidade para forçar a quinta parcial.

 

Nela, Feijão entrou sacando firme, chegou a tomar duas belas passadas do rival, mas conquistou quebra de serviço no terceiro game e outra no sétimo game, ambas em erros forçados do argentino, e sacou para garantir o primeiro ponto para o Brasil.

 

Tentando o 2x0 para o Brasil, Thomaz Bellucci, 87º enfrenta Leonardo Mayer, o número um argentino e 29º do mundo.

 

Esta foi a primeira partida jogada em cinco sets da carreira de Feijão.

banner
banner