X

Murray põe Grã-Bretanha na frente contra EUA. Ward vence batallha histórica

Sexta, 06 de março 2015 às 12:18:45 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Completando dez anos defendendo as cores da Grã-Bretanha na Copa Davis, o número um local e quinto do mundo, Andy Murray, teve dificuldades, mas superou o número dois dos Estados Unidos e 47º da ATP, Donald Young, na abertura do confronto.



Com a Emirates Arena de Glasgow, na Escócia, lotada, Murray precisou de 1h58 para fechar o placar da partida em 6/1 6/1 4/6 6/2 tendo convertido 10 aces contra três do norte-americano, que cometeu 39 erros não-forçados contra 18 de Murray, que bateu 34 bolas vencedoras contra 24 de Young.


Empurrado pela torcida Murray começou o jogo afiadíssimo, com todos os golpes bem calibrados e poucos erros. Firme no saque, abriu 3/1 com quebra de saque do rival no primeiro set, pressionou na devolução, conquistou outras duas quebras de saque e fechou a primeira etapa.


No segundo set, a performance se repetiu dos dois tenistas. Sólido no fundo de quadra, Murray impôs movimentação a Young, que com poucas subidas à rede teve seu serviço quebrado em duas oportunidades e ficou pressionado. Na terceira parcial, Murray seguiu sacando firme, mas bobeou no nono game foi quebrad e viu Young forçar um quarto set. Nele, o medalhista de ouro em Londres 2012 conquistou uma quebra de saque no terceiro game, outra no sétimo e com muita tranquilidade e contando com erros do norte-americano, fechou o placar.

 

Contudo, o grande jogo do dia ainda estava por vir. Em uma batalha dramática de 4h53min, James Ward, número dois britânico e 111 do mundo levou a melhor sobre o gigante americano John Isner, 20º colocado, com 6/7 (7/4) 5/7 6/3 7/6 (7/3) 15/13.

 

Ward remontou no jogo depois de ficar dois sets abaixo e sobreviu aos 39 aces do rival. Ele precisou salvar dois break-points no quinto set dramático e fechou a partida no sexto match-point para euforia do público em Glasgow.

 

Amanhã, acontece o duelo de duplas entre Dominic Ingot e Jamie Murray contra os irmãos Bryan. Uma vitória dos donos da casa liquida o confronto, enquanto um triunfo americano dá sobrevida aos visitantes.

banner
banner