X

Soares minimiza rivalidade com Argentina e aposta que quadra ficará mais lenta

Terça, 03 de março 2015 às 00:52:30 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas, em Buenos Aires - Depois de uma rápida passada em Belo Horizonte para ver o filho Noah, Bruno Soares realizou, nesta tarde, seu primeiro treino para o confronto Brasil x Argentina na 1ª rodada da Copa Davis, em Tecnópolis. Foto: Cristiano Andujar



Apesar de não ter ainda batido bola na quadra principal, o que ocorrerá nesta terça-feira, o mineiro comentou a visão do capitão João Zwetsch de que a quadra não estaria tão lenta como o esperado e ainda desnivelada: "Acredito que esteja desnivelado pois é quadra montada em cima de superfície de última hora, normalmente demora pra acertar, acredito que vão trabalhar. João (Zwetsch) falou que estava um pouquinho rápida e temos certeza que eles não vão querer deixá-la rápida, ao longo da semana acredito que vão jogar pó em cima e tentar mudar", destacou o número 12 do mundo, bicampeão do Masters do Canadá.

Para o mineiro, que formará parceria com Marcelo Melo, que começa os treinos nesta terça-feira com toda a equipe, não há um gostinho especial neste final de semana pelo duelo Brasil x Argentina, que não acontece desde 1980 numa Copa Davis: "Não vejo pelo lado de ter gostinho especial de Brasil x Argentina , tem gosto especial de ganhar o confronto, representar seu país, independente de ser Argentina, Espanha ou Rússia, queremos sair com a vitória, isso de rivalidade é muito mais pra mídia, torcida, pra fazer farra, gozação, mas pros jogadores o que vale é a vitória".

Bruno detalhou que em Acapulco, no México, ele e Alexander Peya chegaram em cima da hora vindos do Rio de Janeiro e não conseguiram jogar bem. Apesar de ainda não ter finais no ano, ele aposta na recuperação em breve: "Estamos voltando a jogar bem, ganhamos duas partidas no Rio, os jogos que estamos perdendo são todos no detalhe, agora é só esperar para encaixar uma sequência de resultados".

 

 

banner
banner