X

Djokovic vence batalha contra Wawrinka e faz sua 5ª final em Melbourne

Sexta, 30 de janeiro 2015 às 11:30:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O sérvio número 1 do mundo e tetra campeão do Australian Open, Novak Djokovic, garantiu sua quinta final em terras australianas ao vencer o campeão da edição 2014 do torneio, o suíço Stan Wawrinka. A partida, que durou 3h30, teve parciais de 7/6(1) 3/6 6/4 4/6 6/0.



Novak Djokovic é um velho conhecido das finais no Australian Open. Desde a sua primeira final, em 2008, quando o sérvio conquistou seu primeiro título de Grand Slam, Djokovic voltou à final em Melbourne outras três vezes e conquistou o título em todas, 2011, 2012 e 2013. Os números pesam à favor do sérvio, que conquistou o título todas as vezes que conseguiu chegar à semifinal do Australian Open. Não bastassem estes números, as duas vezes em que Djokovic fez final contra Andy Murray na Austrália o sérvio saiu campeão.

 

A partida contra Wawrinka começou extremamente equilibrada, com ambos os tenistas jogando um tênis abaixo do seu melhor nível. O primeiro a conquistar a quebra de saque foi Wawrinka, que abriu 4/3. Logo em seguida Djokovic devolveu a quebra e empatou a parcial. O set foi equilibrado e sua definição se deu no tie-break, onde o sérvio prevaleceu e venceu por 7/1. Com um set de vantagem, Djokovic perdeu um pouco de intensidade, enquanto Wawrinka correu atrás do prejuízo e logo converteu um break point contra Djokovic, abrindo 4/2 no set. Apesar do esforço do sérvio, Wawrinka fechou o segundo set em 6/3.

 

Com a partida empatada, Djokovic voltou a jogar em seu ritmo e conquistou uma quebra logo no segundo game do segundo set. Mas a vantagem de Djokovic não durou muito, no quinto game ele foi quebrado de zero e o suíço reduziu a vantagem para 3/2. A parcial seguiu empatada até o 11º game, quando Wawrinka bateu um backhand no pé da rede e acabou perdendo o saque e o set por 6/4. Apesar de tudo parecer estar à favor do sérvio, Wawrinka voltou a equiparar o jogo e quebrou Djokovic de zero no sétimo game do quarto set, abrindo 4/3. Dominando totalmente do fundo de quadra, o suíço venceu a parcial por 6/4 e forçou o quinto set.

 

No set decisivo Wawrinka apagou em quadra e Djokovic brilhou totalmente. O sérvio quebrou de zero no segundo game, confirmou tranquilamente e voltou a quebrar o suíço outras duas vezes e aplicou um 6/0 para fechar a partida em 36 minutos de quinto set.

 

Na grande final Djokovic terá pela frente o britânico Andy Murray, quem venceu já duas vezes em seus dois encontros em finais do Australian Open.

banner
banner