X

Serena bate Keys e encara Sharapova, em Melbourne, por seu 19º título de Slam

Quinta, 29 de janeiro 2015 às 04:19:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A líder do ranking da WTA, Serena Williams, sofreu, precisou de nove match-points, mas confirmou o favoritismo diante da sensação do torneio Madison Keys, 35ª da WTA, e se garantiu na final do Australian Open, onde encara a 'freguesa' Maria Sharapova em busca de seu 19º título de Grand Slam, o sexto em Melbourne.



Serena batalhou e muito com a pupila da ex-líder do ranking Lindsay Davenport e precisou de 1h24min para fechar o placar em 7/6 (7/5) 6/2, tendo convertido 13 aces contra 12 da jovem de 19 anos, que cometeu 39 erros não-forçados contra 14 de Serena, que bateu 19 bolas vencedoras contra 27 de Keys.

Sensação do torneio após ter batido a quarta favorita, a tcheca Petra Kvitova, e ter superado a ex-líder do ranking Venus Williams, em uma partida duríssima nas quartas de final, Keys entrou em quadra confiante, apesar de estar usando proteção para uma lesão na coxa que sentiu hoje. Motivada e empurrada pela torcida começou agressiva na devolução e abriu a partida com uma quebra de saque.

Serena, que vinha de partidas nas quais sofreu para entrar no ritmo do jogo e em que perdeu o primeiro set, no caso da ucraniana Elina Svitolina e da espanhola Garbiñe Muguruza, respectivamente nas oitavas e quartas de final, tentou reagir, pressionou o serviço da jovem compatriota e conseguiu a devolução no sexto game e seguiu pressionando. Firme no saque, Keys levou o primeiro set para o tiebreak, onde levou uma única mini-quebra em excelente devolução de Serena e foi derrotada.

Na etapa seguinte, Serena entrou concentrada, focada em devolver e definir rapidamente as disputas de pontos, abriu o set com uma quebra, abriu 2/0 e voltou a ter nova quebra de saque no quinto game. Com 5/1 no placar e saque da rival, Serena chegou a ter sete chances de quebra em match-points, todos salvos pelos bons saques e postura agressiva de Keys, que confirmou o serviço após 12 minutos de game  e pressionou a veterana, que sacou para a partida e ainda precisou de dois match-points para se garantir na final.

Na grande decisão em Melbourne, Serena Williams faz o clássico contra a russa Maria Sharapova, que bateu a compatriota Ekaterina Makarova na outra semi por 6/3 6/2.

 Este será o décimo nono confronto entre as duas tenistas. Serena lidera o confronto geral em 16/2 e não perde da russa desde o WTA Finals em 2004. De lá pra cá foram 15 vitórias de Serena, delas seis foram finais, incluindo o Australian Open de 2007, Roland Garros 2013 e os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Serena chega a sua sexta final em Melbourne na busca de seu 19ª título do Grand Slam. Nas quadras australianas, Serena nunca foi derrotada em uma final.

banner
banner