X

Murray não se vê em desvantagem: 'Sei o que Vallverdu pensa do Berdych'

Terça, 27 de janeiro 2015 às 12:27:05 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O escocês Andy Murray apresentou um excelente nível de tênis nesta terça-feira para bater o australiano Nick Kyrgios por 6/3 7/6 (7/5) 6/3 nas quartas de final do Aberto da Austrália. Após a partida, o atual número seis do mundo vibrou com a sólida atuação e boa campanha no torneio onde até aqui perdeu apenas um set.

"Estou feliz. É bom estar nas rodadas finais de um Slam novamente. Não achei que seria dessa forma. Nick é um grande jogador e é muito difícil jogar contra ele, especialmente quando está servindo. Estou contente com a forma como as coisas aconteceram hoje", afirmou o natural de Dunblane, que só cedeu break-points ao rival em um único game da partida, quando foi quebrado no meio do terceiro set, e ainda quebrou de volta o saque de Kyrgios no game seguinte.

O assunto mais falado na coletiva do escocês foi Daniel Vallverdu. O venezuelano trabalhou por alguns anos na equipe de Andy até iniciar o trabalho de técnico com Tomas Berdych, seu próximo rival, no início desse ano. O tcheco afirmou que jogar contra alguém que seu treinador conhece muito bem é uma vantagem, mas mas Murray não pensa assim.

"Meu objetivo não é derrotar o Dani, e sim o Berdych, por isso não estou pensando nele. Já passei por esse tipo de situação antes, quando trabalhei alguns anos com o Miles Maclagan e logo depois ele estava com o Baghdatis e o enfrentei em Tóquio. Não tive problemas naquela ocasião. Eu também sei o que Dani pensa sobre o jogo do Berdych porque ele já me disse isso antes, então acho que isso vale nos dois sentidos", sentenciou.
banner
banner