X

Murray vence jogo apertado contra Dimitrov e enfrenta Kyrgios nas 4ªs

Domingo, 25 de janeiro 2015 às 11:44:54 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Em um grande jogo que encerrou o dia na Rod Laver Arena, Andy Murray levou a melhor no duelo equilibrado contra Grigor Dimitrov e se garantiu nas quartas de final do Aberto da Auustrália, o primeiro Grand Slam do ano que é disputado no piso rápido em Melbourne.

O escocês número seis do mundo precisou de 3h32min para superar o namorado de Maria Sharapova e 11º colocado por 3 sets a 1 em um jogo de altíssimo nível e parciais de 6/4 6/7 (7/5) 6/3 7/5.

Essa é a 16ª quartas-de-final seguida do natural de Dunblane que não perde antes dessa fase em um Major desde o US Open de 2010.

Três vezes finalista em Melbourne, Murray enfrenta agora na luta por uma vaga na semi o australiano Nick Kyrgios, que salvou match-point e virou batalha de cinco sets contra Andreas Seppi. Os dois se encontraram apenas uma única vez até hoje no circuito e o britânico venceu fácil no Masters 1000 de Toronto no ano passado.

Na partida de hoje, Murray e Dimitrov fizeram um duelo muito equilibrado e de altíssimo nível técnico com os dois brigando ponto a ponto por cada set. Ao todo foram 42 winners e 35 erros não-forçados do escocês contra 46 bolas vencedoras e 51 equívocos do búlgaro.

Dimitrov entrou melhor no jogo abrindo 3/0, mas rapidamente Murray acordou e devolveu a quebra. Superior nas trocas de bola, Andy voltou a quebrar no nono game e em seguida, com um ace, fechou a parcial por 6/4.

No segundo set, Murray quebrou, abriu 3/1, permitiu o empate, voltou a quebra no 11º game, mas foi quebrado de novo, desta vez sacando para o set. No tie-break, Dimitrov foi impecável, abriu 5 a 2 e fechou com 7 a 5, empatando o jogo.

Na terceira etapa, os dois foram confirmando até a quebra derradeira de Murray no oitavo game. Ele sacou bem e fechou o set com 6/3 após erro de devolução do rival.

A quarta parcial foi a mais movimentada. Grigor quebrou cedo, abriu 3/0 e foi confirmando até ter o set-point no 5/2 e saque de Murray. O escocês então fechou a porta, pressionou na devolução e devolveu a quebra igualando em seguida com 5/5. No 11º game, uma chamada errada da juíza de linha desconcentrou o búlgaro que foi quebrado de zero e, furioso, destruiu a raquete. Murray aproveitou o momento, sacou bem e liquidou o jogo.
banner
banner