X

Dimitrov vence jogão contra Baghdatis e vai às 8ªs em Melbourne

Sexta, 23 de janeiro 2015 às 01:56:20 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O búlgaro Grigor Dimitrov, 11º do ranking da ATP, precisou de 3h27 de partida para superar o cipriota Marcos Baghdatis, ex-top 8 e atual 78º, em uma das partidas mais disputadas e bonita da edição 2015 do Australian Open. Dimitrov enfrenta agora o britânico Andy Murray.

Com a quadra 3 lotada de torcedores, quase que organizados para os dois tenistas, Dimitrov batalhou para fechar a partida em 3/6 6/3 3/6 6/3 6/3 tendo convertido sete aces contra 15 do cipriota, que bateu 51 bolas vencedoras contra 42 do búlgaro, que cometeu 52 erros não-forçados contra 57 de Baghdatis.

A partida começou como prometia, muito disputada e extremamente técnica. Em games disputados e muito bem jogados, Dimitrov sentia dificuldades de encaixar seu temido backhand, mas seguia firme devolvendo os fortes saques do cipriota e tentando colocar o rival para correr. Baghdatis pressionou, conquistou a quebra de serviço e fechou a primeira etapa.

No segundo set, Dimitrov entrou sacando melhor, buscando mais a rede e pressionando o serviço do adversário. No quarto game, o búlgaro conquistou a quebra de saque e administrou a vantagem. No sétimo game, o cipriota sentiu uma lesão na região do púbis, pediu atendimento, voltou a partida, mas não conseguiu virar o set.

No terceiro set, Baghdatis começou devagar, precisou salvar duas chances de quebra em seus dois primeiros games de saque e não ameaçou o rival, que bobeou no oitavo game e após longa troca de bolas levou uma belíssima cruzada de direita, teve o saque quebrado e viu o cipriota sacar para o set.

O quarto set foi um retrato da segunda etapa, firme, Dimitrov buscou ser agressivo, tentou errar menos e no sexto game viu o cipriota sacar mal e ter o serviço quebrado. O búlgaro voltou a administrar a vantagem, mesmo tendo dificuldades para confirmar seus games.

No quinto set, Dimitrov entrou mais inteiro. Baghdatis já demonstrava cansaço, mesmo com apoio da calorosa torcida, não conseguiu sustentar trocas de bolas com o búlgaro, que contou com serviços ruins para conquistar a quebra no terceiro game, sustentar a vantagem salvando seus games e conquistando nova e definitiva quebra no nono game fechando a partida.

Classificado às oitavas de final, Dimitrov enfrenta o escocês Andy Murray, que superou o português João Sousa e sets diretos, 6/1 6/1 7/5.
banner
banner