X

Sharapova mira desafio chamado Serena e o Nº 1

Sábado, 03 de janeiro 2015 às 09:23:42 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Maria Sharapova, número dois do mundo, concedeu entrevista, neste sábado, em Brisbane, onde estreia na próxima semana na nova temporada e comentou sobre os desafios de superar Serena Williams em quadra e no ranking. A Fed Cup também foi tema do bate-papo com a imprensa.

"Esse torneio é um dos mais duros para começar o ano, é um evento que amo, que comecei minha boa temporada do ano passado, ótimo estar de volta e ansiosa para começar a série na Austrália. Espero ter a melhor performance, ter a chance de levantar vários troféus e adoraria levantar esse aqui", disse a russa que estreia contra uma qualifier ou a alemã Sabine Lisicki, 26ª.

Sharapova é a atual vice-líder e tem uma oportunidade de assumir no Australian Open a liderança do ranking, mas não está obcecada: "Seria ótimo, já fui número 1 e fui capaz de ganhar todos os Slams. Mas eu penso em ganhar o maior número de partidas você fica numa melhor posição de qualquer forma. Saúde é uma das minhas maiores prioridades", afirmou a russa dona de cinco Grand Slams que tem como principal concorrente a americana Serena Williams, atual líder e pela qual não vence desde o fim de 2004 somando 22 derrotas em 24 encontros.

"A adversária mais difícil é sempre a próxima, nunca podemos olhar assim pra frente pois há sempre outras adversárias. Tive sempre partidas duras contra ela, duras derrotas , algumas em três sets, é um enorme desafio enfrentá-la, mas é para isso que jogamos."

Quando o assunto é Fed Cup, a principal competição por nações, Maria explica porque não costuma jogar: "Nunca fui uma jogadora que atuou com calendário completo em termos de torneios, sempre busquei tratar todo torneio que jogava como um Grand Slam. Já tenho 27 anos, se foram uns dez de minha carreira e Fed Cup lhe toma umas três semanas do calendário. Fica um pouco difícil pois não moro na Rússia mesmo com os duelos em casa, o momento nunca é o adequado, ou depois de um Slam ou em abril, logo antes da temporada no saibro e por isso nunca foi minha prioridade."
banner
banner