X

Monteiro retorna com vitória na Rep. Dominicana. De Paula avança

Terça, 25 de novembro 2014 às 19:51:40 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Depois de quase três meses ausente se recuperando de lesões e aprimorando a parte física na equipe Tennis Route, do Rio de Janeiro, Thiago Monteiro marcou seu retorno com vitória no torneio de La Romana, na República Dominicana, evento sobre o piso de saibro com premiação de US$ 15 mil.

O cearense, que já figurou perto dos 250 melhores e ocupa o 563º posto, superou o espanhol Albert Alcaraz por 5/7 6/1 6/4 e luta por vaga nas quartas diante de outro espanhol, Antonio Miro.

Fabiano de Paula (Estácio/Correios), que se colocou como o quinto melhor do país no 279º lugar num salto de trinta posições na ATP após somar a final do future de Santa Maria (RS) e quartas do challenger de Lima, no Peru, venceu facilmente o russo Denis Merkulov por 6/2 6/0 e encara o francês Corentin Moutet. Atleta da equipe, Pedro Bernardi também superou a estreia, diante do francês Arthur Surreaux por 6/4 4/0 e desistência e encara nas oitavas o colombiano Felipe Escobar.

Marcelio Demoliner (Estácio/Asics), tenista da equipe Tennis Route, no Rio de Janeiro, encerrou sua temporada após o vice-campeonato em Lima, no Peru. Ele subiu nove posições e ficou no 102º lugar como o quarto melhor duplista do país. No ano ele faturou dois títulos, em Córdoba, na Argentina, e Quito, no Equador.

A Tennis Route, idealizada por Rogério Melzi tem a coordenação administrativa de Miguel Tepedino e técnica dos sócios, Eduardo "Duda" Matos, João Zwetsch e Walter "Gringo" Preidkman, contando com cerca de 20 atletas entre eles Fabiano de Paula e Marcelo Demoliner. A Academia, que está situada no Rio de Janeiro, no Recreio dos Bandeirantes em anexo ao hotel Atlântico Sul, é patrocinada pelas empresas Estácio, Oi, Unimed, Pró-Tênis Barra e Bichara Advogados além do staff citado acima, conta com treinadores assistentes, rebatedores, preparador físico, e fisioterapeutas e de suporte nas áreas de medicina esportiva, psicologia, e nutrição. A infraestrutura segue recebendo investimentos em melhorias com o objetivo de tornar o ambiente cada vez mais propício ao desenvolvimento do esporte. E, falando em ambiente, o clima entre os atletas, membros da equipe, patrocinadores, e apoiadores, segue como um dos pontos fortes desse projeto que cada vez mais ocupa seu espaço no tênis brasileiro.
banner
banner