X

Stakhovsky joga muito e bate Bellucci na final em Orleans

Domingo, 28 de setembro 2014 às 11:10:15 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Mesmo com toda a torcida local a seu favor, o número um do Brasil e 79º do mundo, Thomaz Bellucci, não resistiu à variação imposta pelo ucraniano Sergiy Stakhovsky, 90º, e ficou com o vice no Challengers de Orleans, na França. O resultado aproxima o brasileiro do top 60.

Jogando um tênis cheio de variação com excelente saque e subidas à rede, Stakhovsky precisou de 1h14 para fechar o placar em 6/2 7/5. O ucraniano converteu sete aces contra dois do brasileiro, que venceu 72% dos pontos com primeiro serviço contra 80% de Stakho.

O ucraniano, que após a partida de semifinal afirmou que o brasileiro estava "com problemas na devolução de saque", soube explorar essa deficiência do brasileiro, que jogou muito no fundo de quadra e por isso cometeu muitos erros ao subir à rede.

Bellucci começou o primeiro set tendo seu saque quebrado com uma bela passada do ucraniano, que buscou movimentar o brasileiro e abriu 2/0 no placar. O brasileiro brigou para confirmar seu saque, mas no quinto game vacilou, cometeu erros bobos, teve o serviço quebrado novamente e viu o rival abrir 5/1 no placar. Bellucci buscou ânimo, fez um belo game para ganhar moral, mas viu Stakho sacar muito e volear ainda com mais eficiência para fechar a parcial.

Já na segunda etapa do jogo Bellucci começou firme, pressionando o serviço do ucraniano, que contou com "ajuda" da rede para não ser quebrado no quarto game. No sexto game, o brasileiro teve três chances de quebra, todas salvas com saque, voleio e esquerda cruzada que induziram o brasileiro ao erro. Bellucci ainda teve chance de quebra no oitavo game e foi afobado para a rede mandando direita pra fora. Stahkovsky precisou apenas encaixar boas devoluções no décimo primeiro game, movimentou o brasileiro que errou cedendo a quebra e vendo o adversário sacar para a partida.

Ainda hoje, Bellucci brigará pelo título em duplas do torneio. Ele e seu parceiro, André Sá, enfrentam a dupla formada pelo sueco Andreas Siljestrom e o norte-americano James Cerratani.
banner
banner