X

ATP de Buenos Aires perde principal patrocinador, mas sonha com Nadal

Quinta, 25 de setembro 2014 às 12:45:02 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A crise econômica da Argentina vem causando efeitos no principal torneio de tênis do país. De acordo com o canchallena, do jornal La Nacion, o evento que acontece entre o dia 21 de fevereiro e 1º de março de 2015 perdeu o principal patrocinador, a Claro.

A empresa estava com a organização desde 2011, mas não renovará o vínculo para o torneio no próximo ano.

A reportagem aborda que o governo da cidade poderia substituir a empresa com auxílio financeiro ao evento que mudou de data com São Paulo, mas Francisco Irarrazaval, subsecretário de esportes de Buenos Aires, negou e afirmou que apenas ajudará na organização: "O ATP é um problema da cidade e gostaríamos que as empresas fizessem um esforço. É importante continuar com a data, pois se perder é bem difícil recuperar depois", comentou Irarrazaval.

Miguel Nido, dono da data junto à ATP, destacou que o torneio está em processo de mudança de patrocinador: "A situação do país não ajuda. Em 2004 e 2005 não tivemos também um patrocinador principal e fizemos o torneio. Estamos com o torneio desde 2001, passamos por momentos difíceis na econômia. Sabemos que o próximo ano será difícil, mas estamos preparados. Não posso prever o que irá acontecer, estou preocupado com a situação da Argentina. Com um câmbio oficial e um no mercado, a diferença é infernal e o tema da inflação é preocupante. Tivemos isso ano passado quando começamos a vender os ingressos e o preço do dólar dois meses depois era outro", explicou Nido.

A reportagem aponta que o torneio argentino poderia mudar de proprietários com mexicanos interessados na data podendo levar o evento para o Canadá. Nido nega que tenha se reunido com outro grupo, mas afirmou que estaria disposto a ouvir uma proposta concreta.

Apesar dos problemas, o dono da data destacou que sonha em trazer Rafael Nadal para 2015. O espanhol alegou problemas físicos para desistir em cima da hora em 2014: "Estamos contratando jogadores, na próxima semana teremos constatações, a ideia é fazer o lançamento no fim de outubro. A queda da Espanha na Copa Davis faz com que eles não tenham que jogar a primeira rodada logo a seguir ao torneio. Rafa irá jogar no Rio de Janeiro, penso que Buenos Aires poderia jogar Buenos Aires e assim descansar para Indian Wells. Rafa não viria em 2015 se tivesse a Copa Davis. Desde a derrota para o Brasil na Davis começou uma nova conversa", adicionou Nido.
banner
banner