X

Nishikori supera Wawrinka em maratona e debuta em semis de Slam

Quarta, 03 de setembro 2014 às 20:38:50 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O samurai japonês Kei Nishikori, número 11 do mundo da ATP, superou sua segunda batalha seguida acima das quatro horas para assegurar, na noite desta quarta-feira, uma vaga na semifinal do US Open, quarto e último Grand Slam do ano, disputado em Nova York.

O asiático que vive em Bradenton, na Flórida, derrotou o campeão do Australian Open, o suíço Stan Wawrinka, quarto do ranking, por 3 sets a 2 com parciais de 3/6 7/5 7/6 (9/7) 6/7 (7/5) 6/4 após 4h15min de duração na quadra Arthur Ashe, a principal de Nova York, invadindo a programação noturna.

Esta é a primeira vez que Nishikori vai à semi de um Major melhorando as quartas do Australian Open de 2012. É a primeira vez de um japonês nesta fase de um Major desde 1918.

Wawrinka iniciou o jogo dando a impressão de que teria o jogo facilmente sob seu domínio, conquistando uma quebra logo no início do jogo e abrindo rapidamente 2/0. A superioridade do suíço ficou bem explícita nos números: ele disparou 14 winners, 4 aces e cometeu 17 erros, enquanto Nishikori disparou 2 winners e cometeu 4 erros. Wawrinka levou o primeiro set por 6/3 em 33 minutos. No segundo set veio a reação do japonês, que se manteve muito bem em todos os seus games de serviço sempre ameaçando o saque do suíço. Após toda a luta, Wawrinka acabou entregando o set, numa dupla falta, por 7/5 em 1h04.

No terceiro set o panorama foi muito parecido com o do segundo. Nishikori pulou na frente e rapidamente abriu 5/2 jogando toda a pressão no saque do suíço. Mas no final quem sentiu a pressão foi o japonês, que foi quebrado quando sacava em 5/4. A decisão foi levada então para um tie-break emocionante onde ambos os tenistas tiveram suas chances de liquidar o set, mas foi Nishikori quem cresceu e fechou em 9/7 após 1h04 de set e marcar 13 winners e 13 erros contra 16 winners e 19 erros do suíço.

Com a vantagem nas mãos, Nishikori chamou o fisioterapeuta em quadra para refazer os curativos nas bolhas de seu pé direito. Em seguida ambos confirmaram seus serviços com tranquilidade em altíssimo nível e mais uma vez a definição foi para o tie-break. Novamente Nishikori teve uma vantagem de 2 pontos no tie-break, mas não conseguiu aproveitar como no set anterior e acabou superado por 7/5, após 1h01 e ter marcado 11 winners e 12 erros contra 13 winners e 13 erros de Wawrinka.

No último set Nishikori sofreu com seus primeiros games de serviço tendo que salvar break points para se manter inteiro na parcial. Com muito sacrifício o japonês foi confirmando até o novo game, quando Wawrinka cometeu uma dupla falta e uma série de erros perdendo o set por 6/4 em 42 minutos. Ambos marcaram 7 winners nesta parcial e o japonês teve 11 erros enquanto o suíço teve 10.
Ele terminou o encontro fazendo menos pontos que Wawrinka, 177 contra 181 e com índices semelhantes no diferencial de erros e winners (41 a 51 contra 68 a 78 para Stan).

Seu rival em busca de vaga na primeira final sai do clássico entre Andy Murray, nono colocado, e Novak Djokovic, número 1 do ranking.
banner
banner